Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aprovação a Huck dispara e chega a 60%, diz pesquisa Ipsos

Apresentador da TV Globo teve salto de 17 pontos em apenas cinco meses; atrás dele, Sergio Moro, Lula, Joaquim Barbosa e Marina Silva completam o 'top 5'

Um estudo elaborado pelo instituto Ipsos, a pedido do jornal O Estado de S.Paulo, trouxe nesta quinta-feira a medida de aprovação e desaprovação da conduta de 23 personalidades brasileiras. Cada vez mais falado como um possível candidato à Presidência da República, o apresentador de TV Luciano Huck viu um salto de 17 pontos porcentuais na sua aprovação pessoal entre as duas vezes que foi inserido na pesquisa, em junho e, agora, em novembro.

No levantamento do primeiro semestre, Huck era aprovado por 43% dos brasileiros e reprovado por 40%. Agora, o índice de apoio ao comandante do Caldeirão do Huck , da Globo, subiu para 60% e a reprovação caiu para 32%. Ou seja, a diferença entre os que aprovam e os que não aprovam o apresentador passou de 3 pontos para 28 pontos em apenas cinco meses.

Ele ainda não assume abertamente a intenção de disputar o Planalto, mas já afirmou, em artigos publicados sobre o assunto, que tem interesse de participar mais da política brasileira nos próximos anos. Segundo a coluna Radar On-Line, Luciano Huck já recebeu um ultimato da Globo: se quiser ser candidato, ele e a mulher, Angélica, apresentadora de um quadro no Video Show, saem do ar no final do ano e não voltam caso ele não seja eleito.

Com índices de aprovação próximos aos de Huck, nomes do Judiciário que também nunca disputaram eleições. O juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em primeira instância, aparece com 50%. Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator do caso Mensalão, 42%.

Entre os candidatos que já estão no páreo, o único que encontra resultado parecido é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que supera de leve Barbosa e é a terceira personalidade mais apoiada, com 43%. Na sequência, os demais candidatos que aparecem com maior intenção de votos nas pesquisas, a ex-senadora Marina Silva (Rede-AC), aprovada por 35%, e o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), defendido por 24% dos entrevistados.

Os três, no entanto, tem índices de reprovação mais altos que Huck, Moro e Barbosa. Bolsonaro tem a conduta rejeitada por 60%, Lula e Marina, 56%. No caso de Moro, são 45% e de Barbosa, 41%,.

Os mais aprovados pelos brasileiros

1º) Luciano Huck, apresentador de TV – 60%
2º) Sergio Moro, juiz federal – 50%
3º) Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente (PT) – 43%
4º) Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF – 42%
5ª) Marina Silva, ex-senadora (Rede-AC) – 35%
6ª) Cármen Lúcia, presidente do STF – 26%
7º) Jair Bolsonaro, deputado (PSC-RJ) e Geraldo Alckmin, governador de São Paulo (PSDB) – 24%
9º) Ciro Gomes, ex-governador do Ceará (PDT) – 21%
10ª) Dilma Rousseff, ex-presidente (PT) – 20%
11º) João Doria, prefeito de São Paulo (PSDB) – 19%
12º) José Serra, senador (PSDB-SP) – 17%
13º) Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente (PSDB) – 16%
14º) Edson Fachin, ministro do STF – 13%
15º) Deltan Dallagnol, procurador da República – 9%
16º) Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo (PT) e Henrique Meirelles, ministro da Fazenda (PSD) – 7%
18º) Rodrigo Maia, presidente da Câmara (DEM-RJ) – 6%
19º) Aécio Neves, senador (PSDB-MG) – 5%
20º) Michel Temer, presidente (PMDB) – 4%
21º) Renan Calheiros, senador (PMDB-AL), Eduardo Cunha, ex-deputado (PMDB-RJ) e Gilmar Mendes, ministro do STF – 3%

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Esses resultados estão com jeito de manipulados. De maldade, tacaram um 24 no Bolsonaro. O Lula caiu 8 pontos percentuais e Dilma conseguiu “avançar” além de 17,1.

    Curtir

  2. Quando bati o olho no texto, pensei que fosse o vazamento de alguma planilha de “operações estruturadas”. Depois de olhar com calma, vi que alguns nomes estavam fora desse contexto. Só então entendi que era apenas mais uma pesquisa de credibilidade duvidosa. Ainda bem!

    Curtir

  3. Paulo Helano Pinheiro Veras

    Sinceramente essa pesquisa está cheirando a fraude. Bolsonaro em 7o lugar???????? Todo mundo em minha volta confessa votar nele.

    Curtir

  4. Elaine Antunes

    Como esta revista é lixo! Por isso parei de assinar! Fake News da pior espécie. Quem tem cérebro percebe o que vocês são!

    Curtir

  5. Luiz Parussolo

    O Brasil segundo IPEA tem 75% de analfabetos e menos 2,17%, a maioria não morando aqui, a diferença somos todos analfabetos funcionais. Se 60% da população votar num rodomão desses, um pobre diabo comunicador, podemos voltar depressinha para as árvores, isto se no governo Temer não derrubarem todas. Será muita boçalidade votar num animalzinho de estimação desses para Presidente da República. Isso deve ser manobra da Globo e os meios animalizados de comunicação. Você tira animais de estimação da presidência e coloca animal pior do jornalismo.

    Curtir