Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alckmin: denúncias de agressões em ‘rolezinho’ serão apuradas

Cerca de mil jovens promoveram ato nos corredores de um shopping da Zona Leste de São Paulo; houve confronto com a Polícia Militar

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou nesta segunda-feira que as denúncias de agressões praticadas por policiais militares a jovens durante o chamado “rolezinho”, neste sábado, serão apuradas.

Segundo a Polícia Militar, mais de 1.000 jovens participaram do encontro no Shopping Itaquera, na Zona Leste da capital paulista. Houve tumulto e confronto com a polícia, que utilizou balas de borracha e bombas de gás lacrimogênio para conter depredações.

Alckmin enfatizou que não cabe ao Estado zelar pela segurança de locais privados. Os policiais agiram porque o shopping conseguiu uma liminar judicial proibindo tumultos em seus corredores. “Tinha uma decisão judicial e nós cumprimos”, afirmou o governador.

Leia mais:

A três dias do Natal, ‘rolezinho’ fecha lojas de shopping na Zona Sul

Natal do funk causa pânico nos shoppings de SP

Polícia cerca shopping de SP após suspeita de arrastão

Mais “rolezinhos” estão marcados para os finais de semana deste mês. Alguns shoppings, como JK Iguatemi, em São Paulo, e Iguatemi e Dom Pedro, em Campinas (SP), também conseguiram liminares que estabelecem multa de 10.000 reais para quem for flagrado participando desse tipo de ato.

(Com Estadão Conteúdo)