Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Acareação entre Vaccari e delatores é inevitável, diz presidente da CPI

Tesoureiro do partido depôs nesta quinta-feira, mas pouco disse aos parlamentares. Advogado diz que Vaccari comparecerá à acareação

Por Gabriel Castro, de Brasília
9 abr 2015, 18h32

O presidente da CPI da Petrobras, Hugo Mota (PMDB-PB), disse nesta quinta-feira que é inevitável uma acareação entre o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e os delatores que o acusam de captar propina para o partido. “Essas acareações são inevitáveis, até para que a CPI possa atingir o resultado esperado”, disse o presidente após o depoimento de Vaccari à Comissão Parlamentar de Inquérito.

LEIA MAIS:

Antes de Vaccari depor, ratos invadem CPI da Petrobras

‘Quem recebeu suborno deve responder’, diz Dilma a TV

Hugo Motta disse ainda que a postura evasiva do tesoureiro, que obteve até mesmo um habeas corpus do Supremo Tribunal Federal para livrá-lo do compromisso de dizer a verdade, deixou a desejar. “Eu não posso dizer que fico satisfeito com um depoimento em que várias perguntas não foram esclarecidas. Acredito que a sociedade brasileira e os parlamentares esperavam um pouco mais”, disse ele.

Continua após a publicidade

Já o advogado de Vaccari, Luiz Flávio D’Urso, considera que o depoimento atingiu o seu objetivo. “A expectativa da CPI era de que ele trouxesse informações… Muitas informações ele trouxe dentro do que tem conhecimento”, afirmou.

O defensor disse ainda que o habeas corpus era um direito natural de Vaccari. “O direito de evitar a autoincriminação é um direito de todos, independentemente de responder ou não a um processo”.

D’Urso disse também que Vaccari está disposto a comparecer a uma eventual acareação. “Ele está disposição como sempre esteve, das autoridades. Se essa for a orientação da Casa, vai comparecer sem problema nenhum”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.