Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

13 de março: Marta Suplicy é hostilizada na Paulista

A senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) foi hostilizada neste domingo enquanto discursava em frente à Fiesp, na Avenida Paulista. Manifestantes gritavam “Fora PT” e “Minha bandeira jamais será vermelha”, em referência ao antigo partido da senadora. Ela saiu escoltada. (Adriana Farias, de São Paulo)

A assessoria de Marta divulgou nota sobre o episódio:

Sobre a noticia que está sendo, neste momento, veiculada, relantando uma eventual situação de hostilidade em relação à Senadora Marta Suplicy, antes de ter deixado o protesto de hoje na Avenida Paulista a bem da verdade, faz-se necessário esclarecer que não reflete a realidade.

Marta entrou na Avenida Paulista pelo prédio da Fiesp e se integrou aos protestos, sendo positivamente saudada por centenas de manifestantes que o tempo todo vinham ao seu encontro para cumprimentá-la e fazer fotografias ao lado de simpatizantes e seus familiares.

Registre-se que uma única pessoa, um senhor acompanhado de uma mulher, exclamou em voz alta a frase PMDB é igual ao PT.

Ao final de muitas saudações e cumprimentos e de várias entrevistas dadas, Marta, que não estava acompanhada de seguranças, mas sim ladeada por militantes da juventude do PMDB, retirou-se da manifestação sem nenhum tipo de hostilidade.