Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Dez coisas para fazer ou comprar com o dinheiro de Geddel

Para chegar ao montante, alguém que ganha um salário mínimo levaria 4535 anos e precisaria de 129 vidas

Por Da redação Atualizado em 6 set 2017, 16h20 - Publicado em 6 set 2017, 12h20

O brasileiro transforma qualquer indignação em piada: pelas ruas já se ouve as pessoas se cumprimentando com uma falsa distinção: “E aí, Geddel?”. Só o humor é capaz de traduzir o assombro das imagens: malas e malas explodindo de notas de 100 e 50 reais encontradas em um apartamento que a Polícia Federal atribui ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB).

Era tanto dinheiro que, mesmo com máquinas de contagem de cédulas, a polícia só acabou de somar tudo na madrugada desta quarta-feira. O resultado é a maior apreensão da história brasileira em dinheiro vivo: 51 milhões de reais.

Divulgação/Polícia Federal

Um valor tão alto como esse se transforma em uma abstração. Para chegar ao montante, alguém que ganha um salário mínimo levaria 4535 anos. Ou 129 vidas com 35 anos de trabalho cada uma. Para dar materialidade à bufunfa, VEJA preparou uma lista para mostrar o que é possível comprar ou fazer com todo o dinheiro:

1 — Comprar 12442 celulares de última geração.

2 — Pagar cerca de um quarto da dívida da Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

3 — Nadar (cuidado para não se afogar) nele como a Bibi da novela Força do Querer, da Globo.

Bibi (Juliana Paes) mergulha no dinheiro do tráfico, em cena de ‘A Força do Querer’ Reprodução/TV Globo
Continua após a publicidade

4 — Comprar 1105 carros do modelo Onix, da Chevrolet, o modelo mais vendido no primeiro semestre de 2017.

5 — Ou, se você está cansado do trânsito, ter uma frota de 22 helicópteros do modelo Robinson R44.

6 — Fazer seis festas de casamento-ostentação como a do advogado goiano Djalma Rezende.

7 — Comprar 31 dossiês dos aloprados no valor de 1,7 milhão de reais, outro episódio famoso de dinheiro apreendido pela polícia no distante ano de 2006.

8 — Tentar embarcar 109 vezes com 465 mil reais escondidos nas cuecas e meias, tal como fez (uma vez só) o operador de mercado Carlos Eduardo Lemos.

9 — Comprar dois apartamentos no edifício L’Essence, no bairro dos Jardins, em São Paulo.

10 — Montar 31 novas equipes da Lava Jato. Em 2016, o Ministério Público Federal reservou 1,65 milhão para a força-tarefa da operação.

Vídeo: Geddel: do poder para a Papuda

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês