Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O fundo eleitoral e como os políticos querem meter a mão no seu bolso

Thomas Traumann analisa a proposta que traz números assustadores para um país que vive em crise

O governo Bolsonaro vai aumentar o fundo eleitoral para ajudar os partidos na eleição de 2020. E os números são assustadores: 3 bilhões e 700 milhões de reais devem ser repassados para a disputa municipal. Para se ter uma ideia, na última eleição, em 2018, os partidos receberam 1 bilhão e 700 milhões de reais dos cofres públicos. E olha que foi uma disputa para a presidência e para os governos estaduais, portanto, uma eleição muito maior do que a que vai ser realizada no ano que vem.

O montante exato a ser repassado ainda não foi fechado. E o governo Bolsonaro quer usar o fundo eleitoral para conseguir o voto dos partidos e promover a festa das eleições. Só para o PSL, partido do presidente, vão ser mais de 600 milhões de reais. O PT deve ganhar aproximadamente a mesma coisa. Isso já seria um escândalo sem tamanho em qualquer lugar do mundo. Com o Brasil nesta situação, é ainda pior.

Entenda neste episódio do podcast Traumann Traduz: