Clique e assine a partir de 9,90/mês

O Brasil em quarentena e o isolamento de Bolsonaro na crise do coronavírus

Dora Kramer, Ricardo Noblat e Ricardo Rangel analisam os desdobramentos da crise do coronavírus na política brasileira

Por Da Redação - Atualizado em 27 mar 2020, 17h45 - Publicado em 27 mar 2020, 16h57

Enquanto o mundo aceita a quarentena como uma maneira de evitar a disseminação do coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro se isola politicamente ao apostar no negacionismo. “Não parece estar no cardápio do presidente mudar essa posição, até porque ele não escuta os conselheiros mais ponderados e prefere se basear na opinião de meia dúzia de moleques com gabinete no Palácio da Planalto”, avalia Dora Kramer.

O colunista Ricardo Rangel, que substitui Augusto Nunes no episódio da semana, observa que a situação é ainda mais inusitada porque o presidente, embora ignorado por muitos, mantém a pleno vapor sua atuação nas redes sociais. Para Noblat, o mais espantoso é que o discurso de Bolsonaro vai na contramão da política oficial do próprio governo: que pede para o brasileiro ficar em casa.

Publicidade