Clique e assine com 88% de desconto

Eduardo Leite, uma ascensão meteórica dentro da nova política

Conheça a trajetória do governador mais jovem do país que é tido como uma das novas caras da política brasileira; mas enfrenta alguns problemas no RS

Por Da Redação - Atualizado em 23 jan 2020, 17h20 - Publicado em 23 jan 2020, 17h05

Aos 33 anos, Eduardo Leite foi o governador mais jovem eleito em 2018. Ele assumiu o governo do Rio Grande do Sul em crise, com os salários pagos com atraso por 36 meses. O tucano conquistou o eleitorado prometendo colocar a folha de pagamento em dia e com aposta na responsabilidade fiscal. 

O primeiro ano de governo, no entanto, terminou sem que ele conseguisse cumprir a promessa. Em outubro de 2019, o governador justificou que apenas uma reforma estrutural do estado poderá resolver os atrasos nos salários.

Criado em uma família de servidores públicos, Eduardo se interessa por política desde criança. Ele é filiado ao PSDB desde os 16 anos e tem algumas posições bem firmes, como, por exemplo, ser contra a reeleição. Tanto que não se candidatou a um segundo mandato quando foi prefeito de Pelotas e diz que não vai se candidatar a nada em 2022 para poder finalizar o mandato de governador do Rio Grande do Sul.

Conheça os detalhes de cada etapa da história de Eduardo Leite em mais uma edição do podcast Funcionário da Semana:

Publicidade