Clique e assine a partir de 9,90/mês

Xavi recusa convite para ser técnico do Barcelona

O ídolo do clube não quer assumir o cargo no meio da temporada, mas deixa as portas abertas para a próxima

Por Da Redação - Atualizado em 13 jan 2020, 13h14 - Publicado em 13 jan 2020, 12h38

Xavi Hernández recusou convite para ser técnico do Barcelona depois de seguidas reuniões no último final de semana, em Doha, no Catar. Em respeito a Ernesto Valverde, atual treinador do clube espanhol, e aos seus métodos de trabalho, o ex-meia optou por não assumir o time no meio da temporada.

Tabela completa de jogos do Campeonato Espanhol 2019/20

O Barcelona está empatado com o Real Madrid na liderança do Campeonato Espanhol, mas sem a solidez dos últimos anos. O acúmulo de frustrantes eliminações, como para o Liverpool na semifinal da Liga dos Campeões, em 2019, e para o Atlético de Madri na última semana, pela Supercopa da Espanha, também pressionam Valverde, que teve reunião com a diretoria do clube nesta segunda-feira, 13, e segue no cargo até o momento.

Xavi tem contrato com o Al-Sadd até a próxima temporada, mas pode assumir o Barcelona já na próxima temporada, em agosto, segundo informações do jornal catalão Mundo Deportivo, que também destacou o sonho do ex-jogador de treinar o Barcelona, pelo qual foi tetracampeão da Champions, mas de forma autêntica, colocando em prática seus projetos para o time principal e também para as categorias de base desde a pré-temporada.

Xavi, de acordo com o diário, também tem dívida de gratidão com o clube catariano, que lhe deu a possibilidade de alternar atuações como jogador com aulas na Fifa para virar treinador. Após sua aposentadoria no ano passado, o ex-jogador assumiu o cargo de técnico do Al-Sadd – deixado por Jesualdo Ferreira, atual comandante do Santos –, e conquistou a Supertaça do Catar. Eliminado nas quartas de final do Mundial de Clubes para o Monterrey, do México, o time de Xavi disputará a final da Copa do Catar na próxima sexta, contra o Lekhwiya.

Ainda segundo o Mundo Deportivo, as principais opções para substituir Valverde no momento são Mauricio Pochettino, que recentemente deixou o Tottenham e no passado chegou a dizer que preferia voltar à sua fazenda a treinar o Barcelona, devido a suas ligações com o rival catação Espanyol, e Quique Setién, ex-Betis. O italiano Massimiliano Allegri, ex-Juventus, também foi oferecido, segundo o jornal.

Continua após a publicidade
Publicidade