Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Volante da Chapecoense é suspenso por dois anos por doping

Moisés Ribeiro foi pego no exame antidoping durante a fase preliminar da Libertadores

A Chapecoense anunciou nesta quinta-feira que o volante Moisés Ribeiro foi punido com dois anos de suspensão, depois de reprovar no exame antidoping, na derrota por 1 a 0 para o Nacional-URU, pela fase preliminar da Libertadores, dia 7 de fevereiro. O jogador testou positivo para corticoide, hormônio anti-inflamatório proibido pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) por influenciar no desempenho.

Imediatamente após o anúncio da Conmebol, Moisés Ribeiro foi suspenso preventivamente e afastado do elenco da Chapecoense. A pena de dois anos é retroativa a fevereiro, ou seja, já cumpriu mais de seis meses. Em nota oficial, a Chapecoense disse que estuda entrar com recurso contra a decisão.

“A Associação Chapecoense de Futebol e seu departamento jurídico, respeitosamente, manifestam sua discordância em relação à pena aplicada ao jogador pelo Tribunal Disciplinar da Conmebol, e renovam o compromisso de adotar todas as providências necessárias para a defesa do jogador e para o esclarecimento dos fatos.”