Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Vídeo: por que esta foi a Euro mais política e politizada da história

PLACAR e o podcast Copa Além da Copa repassam debates sobre racismo, movimento LGBTQIA+ e nacionalismo que marcaram a competição

Por Alexandre Senechal, Luiz Felipe Castro Atualizado em 10 jul 2021, 15h14 - Publicado em 10 jul 2021, 15h03

Está chegando ao fim a Eurocopa mais política e politizada de todos os tempos com a final entre Itália e Inglaterra, no Estádio de Wembley, em Londres, no próximo domingo, 11. A edição comemorativa de 60 anos do torneio foi jogada em 11 países-sede, o que aumentou ainda mais as particularidades e conflitos geopolíticos, com questões envolvendo a presença de público, ações a favor e contra a comunidade LGBT+, gestos supremacistas, racismo, nacionalismo entre outras confusões.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Para fazer um resumo do contexto político da Euro, PLACAR convidou duas referências no assunto: Carlos Massari e Aurélio Araujo, os responsáveis pelo Copa Além da Copa, podcast que mostra como história, política, cultura, arte, cinema, música e literatura se entrelaçam com o esporte mais popular do planeta. A dupla conversou com o repórter Alexandre Senechal e o editor-assistente Luiz Felipe Castro no papo abaixo:

  • Continua após a publicidade
    Publicidade