Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Vídeo: Jogadores do Cruzeiro tentam enganar juiz para evitar expulsão

Estratégia inusitada deu errado e o volante Edu recebeu o cartão vermelho na classificação dramática do clube mineiro contra o São Raimundo, de Roraima

Por Danilo Monteiro 14 fev 2020, 14h38

Os jogadores do Cruzeiro protagonizaram uma situação inusitada na última quinta-feira 14, na dramática classificação contra o São Raimundo-RR, pela primeira fase da Copa do Brasil. Os jogadores se uniram em uma cena lamentável para ludibriar o árbitro carioca Alexandre de Jesus e trocar o volante Edu e o zagueiro Cacá de lugar, evitando o segundo amarelo para o primeiro deles.

Tabela completa de jogos da Copa do Brasil 2020

A encenação começou após trombada forte de Edu no atacante Stanley, do São Raimundo. O volante do Cruzeiro recebeu o segundo amarelo e ficou no chão. Outros jogadores, como Léo e Edílson foram para cima do árbitro, a princípio para contestar o cartão, mas o replay mostrou que eles tentavam tapar a visão do árbitro enquanto Cacá e Edu trocavam de posição, tentando se aproveitar da ausência do Árbitro de Vídeo (VAR) nas fases iniciais da Copa do Brasil.

  • Nilton Santos protagonizou uma das cenas mais polêmicas da Copa do Mundo de 1962, quando derrubou um adversário dentro da área, mas deu dois passos para fora e transformou a penalidade em falta para a Espanha, em jogo da fase de grupos. No caso do Cruzeiro, porém, a encenação foi detectada rapidamente pelo árbitro, que prontamente mandou Edu para fora do campo.

    O time mineiro, apesar da minoria numérica, conseguiu sair com a classificação de forma dramática, segurando o empate por 2 a 2 nos 10 minutos finais de partida. O avanço à segunda fase garantiu 1,25 milhão aos cofres do clube, que vive crise financeira após primeiro rebaixamento para a Série B.

    Continua após a publicidade
    Publicidade