Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

‘Vergonha’: Piqué desabafa após massacre do Bayern sobre o Barcelona

Zagueiro não mediu as palavras após a goleada sofrida por 8 a 2 na Liga dos Campeões e disse que, se precisar, ele mesmo sairá do clube

Por Da Redação Atualizado em 17 ago 2020, 13h46 - Publicado em 14 ago 2020, 18h27

A pior derrota da história do Barcelona em competições europeias fez Gerard Piqué dar duras declarações. Logo após a derrota por 8 a 2 para o Bayern de Munique nas quartas de final da Liga dos Campeões, o zagueiro deu uma entrevista e falou que a atuação do Barça foi uma “vergonha”. Ele pediu mudanças e disse que até pode sair se for melhor para o clube.

“Vergonha, essa é a palavra. Não se pode jogar uma competição europeia assim. Não é a primeira, nem a segunda vez que isso acontece. Espero que sirva de algo. Temos todos que refletir. O clube precisa de mudanças. E eu não falo de técnico, jogadores, não quero apontar para ninguém, mas precisa de mudanças de todos os times”, desabafou Piqué.

O zagueiro também falou que o Barcelona tem que reavaliar todos os setores e que pode até sair se for necessário para a reestruturação do clube. “Ninguém é imprescindível. Se eu tiver que sair, tiver que sangrar para mudar essa dinâmica, eu sou o primeiro a pedir para deixar o clube. Acredito que todos temos que olhar e refletir internamente e decidir o que é melhor para o Barcelona, o que é o mais importante”.

Piqué continuou. “Estamos no fundo do poço e tem que existir uma mudança e todos os setores do clube. Não só jogadores. Chegamos em um ponto em que não estamos indo num bom caminho, não temos resultados, não conseguimos mostrar nada em campo, independentemente de quem seja o técnico. É uma realidade dura e acredito que como falei: chegamos num ponto em que não dá mais. Hoje foi algo inaceitável para um clube como o Barcelona”.

  • O técnico Quique Setién foi mais comedido nas palavras e tentou amenizar a derrota. “Não acredito que a diferença tenha sido tão grande, mas está claro que não tivemos à altura do adversário”. Perguntado sobre se seu cargo está em jogo após a goleada, ele disse que essa não é uma discussão importante. “Não é o meu posto que está em jogo, mas que o Barcelona tome boas decisões para o seu futuro”.

    Segundo Setién, o elenco está muito abalado após a pior derrota da história do clube em competições europeias. Ele ainda pediu desculpas à torcida pelo resultado. “O vestiário está destruído, como estamos todos após uma dura derrota como essa. A equipe se entregou, fizemos aquilo que pudemos. Começamos até bem, mas vimos como fomos superados amplamente. Quero pedir desculpas ao torcedor, mas temos que pensar que o futuro será sempre melhor”.

    Assista outros campeonatos na DAZN! O primeiro mês é grátis.

    Continua após a publicidade
    Publicidade