Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vagner Love admite contato do Corinthians e manifesta vontade de voltar

O jogador foi positivo à ideia de retornar ao clube paulista, pelo qual foi campeão brasileiro em 2015. 

Perto de rescindir seu contrato com o Besiktas, da Turquia, o atacante Vagner Love admitiu que recebeu contato do Corinthians e acenou positivamente à ideia de retornar ao clube paulista, pelo qual foi campeão brasileiro em 2015. 

“Proposta oficial eu não recebi nenhuma. Até porque, como não resolvi minha situação, não posso estar negociando. A partir do momento que eu rescindir contrato aqui, vou estar livre para negociar. Até o momento, só o Corinthians entrou em contato com meu empresário”, afirmou o jogador em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Pretendido também pelo Santos, Love vê com bons olhos um possível retorno ao Corinthians. Caso volte, ele enfrentará concorrência pela titularidade no comando de ataque com o argentino recém-contratado Mauro Boselli, o que não é um problema para o atacante, que se colocou à disposição em jogar em qualquer posição.

“Jogaria em qualquer posição, eu quero estar em campo jogando. Não importa se é pelas pontas, de meia, como camisa 10, enfim, o que eu gosto é estar em campo. Se me botar em qualquer posição, vou tentar dar um jeito de jogar”, completou.

A vontade em ser repatriado pelo Corinthians passa pela qualidade da equipe do técnico Fabio Carille, que, segundo Love, irá brigar por títulos nesta temporada. “Se for colocar times que vão brigar pelo título, com certeza o Corinthians vai estar. Se eu for voltar, com certeza vou querer jogar em uma equipe que briga por troféus e dá uma boa condição de trabalho. O Corinthians tem tudo isso”.

Segundo o jogador, o Besiktas deve a ele cinco meses de salários. Na última semana, o brasileiro, que foi rebaixado para o time sub-21, notificou o clube turco exigindo a rescisão de seu contrato caso não fosse reintegrado à equipe principal. Se o clube turco acertar as pendências, Love fica livre para negociar com o Corinthians. 

“Eu falei: ‘Se vocês (Besiktas) me pagarem os cinco meses, eu sigo minha vida’. Acho até um pouco de falta de caráter da parte deles. Sempre trabalhei, sempre cumpri meus horários”, afirmou.

(Com Estadão Conteúdo)