Uruguaio Diego Forlán anuncia aposentadoria aos 40 anos

Estrela da Copa de 2010 põe fim a uma carreira vitoriosa por clubes e, sobretudo, pela seleção de seu país

Por Da Redação - Atualizado em 7 ago 2019, 11h08 - Publicado em 7 ago 2019, 11h07

O atacante uruguaio Diego Forlán oficializou nesta quarta-feira, 7, a sua aposentadoria do futebol. Artilheiro e eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010, o jogador encerra, aos 40 anos, uma carreira de enorme sucesso pela seleção de seu país e também por clubes como Atlético de Madri, Villarreal, Manchester United e Inter de Porto Alegre, entre outros.

“Após 21 anos, tomei a decisão de por fim a minha carreira como jogador profissional. Finalizo, assim, uma linda etapa da minha vida, cheia de grandes lembranças e emoções. Mas começará outra etapa, com novos desafios. Agradeço a todos que de uma maneira ou outra me acompanharam neste caminho”, anunciou Forlán em breve comunicado publicado em suas redes sociais.

Forlán confirmou algo que já era esperado por torcedores e fãs nos últimos anos. Afinal, o uruguaio vinha atuando fora dos principais circuitos do futebol mundial desde que deixou o Peñarol, time de sua juventude, em 2016. Depois disso, teve passagens discretas pelo Mumbai City, da Índia, e pelo Kitchee, de Hong Kong.

O atacante se destacou para o futebol mundial com a camisa do Independiente, time argentino que defendeu entre 1997 e 2002. No mesmo ano, se transferiu para o Manchester United, onde conquistou o Campeonato Inglês, na temporada 2002/2003, a Copa da Inglaterra, na temporada seguinte, e a Supercopa da Inglaterra, em 2003.

Publicidade

Mas, na Europa, as equipes com as quais mais se identificou foram o Villarreal e o Atlético de Madri, ambos da Espanha. Na equipe da capital, Fórlan participou da conquista da Liga Europa em 2009/2010 e da Supercopa da Europa, em 2010. Na Itália, vestiu a camisa da Inter de Milão.

Em 2012, o atacante repetiu os passos do pai, Pablo Forlán, ídolo do São Paulo, e se aventurou no futebol brasileiro ao assinar com o Internacional. Mesmo sem maior brilho, já mostrando certa queda de rendimento, o uruguaio participou da conquista do Campeonato Gaúcho de 2013 e deixou o clube no ano seguinte.

No entanto, foram os momentos vividos pela seleção do Uruguai que o transformaram em uma lenda do futebol mundial. Na histórica campanha da Copa de 2010, na qual o Uruguai terminou na surpreendente quarta colocação, Forlán foi um dos quatro artilheiros do Mundial, com cinco gols, e foi eleito o melhor jogador da Copa.

Com o Uruguai, também ficou em quarto lugar na Copa das Confederações de 2013 e ajudou a levantar o troféu da Copa América de 2011.

Publicidade

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade