Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Unai Emery, o ‘Senhor Liga Europa’, busca nova façanha

Treinador do Villarreal é tricampeão do torneio europeu e chega à sua quinta final; desta vez diante do favorito Manchester United

Por Guilherme Azevedo Atualizado em 25 Maio 2021, 12h32 - Publicado em 25 Maio 2021, 12h30

Villarreal e Manchester United entram em campo pela final da Liga Europa, em Gdansk, na Polônia, na próxima quarta-feira, 26, às 16h (de Brasília). Em campo, a equipe inglesa pode conquistar mais um troféu para sua repleta galeria. Já o clube espanhol busca o primeiro título relevante de seus 98 anos de história, e para isso conta com uma arma especial: o treinador da equipe, Unai Emery, que pode se tornar o maior vencedor da história do torneio.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Muitas vezes colocado fora da elite dos treinadores por vencer “apenas” o segundo escalão dos torneios europeus, Emery defendeu a Liga Europa, com direito a uma leve cutucada em uma lenda do rival da decisão, o ex-técnico Alex Ferguson, que dirigiu o United por 27 anos, até 2013.

Uma vez, numa reunião de treinadores em Nyon defendi a Liga Europa e o Ferguson perguntou: ‘Não gostaria de ganhar a Liga dos Campeões?’ Respondi: ‘Sim, claro que gostaria. Mas a Liga Europa é uma competição que muitas equipes, muitos torcedores e muitos jogadores encontram um reconhecimento importante’. E agora o Manchester United está na Liga Europa há muitos anos, batalhando por isso e às vezes tendo que vencer para ir à Liga dos Campeões. Foi isso que aproximou a Liga Europa da Liga dos Campeões”, afirmou, ao diário local Marca. 

O técnico espanhol de 49 anos foi um meio-campista sem grande destaque, com passagens por Real Sociedad e clubes mais modestos, como Leganés e Lorca, até se aposentar aos 33 anos. O sucesso chegou como treinador e em 2008 ele ganhou sua primeira grande chance, pelo Valencia, pelo qual debutou na Liga Europa, chegando à semifinal em 2011/12.

  • Após breve passagem pelo Spartak de Moscou, em 2012, Unai voltou ao futebol espanhol para se consagrar pelo Sevilla, clube da Andaluzia que ganhou maior relevância em cenário europeu. No clube, já em sua segunda temporada, venceu o primeiro título de sua carreira, a Europa League 2013/14, diante do Benfica.

    Continua após a publicidade

    Sem conseguir desafiar Barcelona, Real Madrid e Atlético no Campeonato Espanhol, Emery compensava na Liga Europa. Tanto que, na temporada seguinte, o Sevilla, com atuações incríveis do argentino Éver Banega e do colombiano Carlos Bacca, levantou a taça pela segunda vez seguida. Na ocasião, a vitória na final aconteceu em cima do Dnipro, da Ucrânia, por 3 a 2. Com isso, por regulamento que passou a ser válido naquela temporada, assegurou vaga na Liga dos Campeões seguinte.

    Para a temporada 2015/16, o sonho do Sevilla era surpreender os gigantes na maior competição do continente. Porém, em um grupo com Manchester City e Juventus, ficou na terceira colocação e teve a chance, novamente, na Liga Europa, entrando nos 16 avos de final. Em campanha impactante do atacante francês Kevin Gameiro, o Sevilla chegou à grande final contra o gigante Liverpool, que tinha em seu time Philippe Coutinho, no auge. No jogo decisivo, Emery comandou o time em uma vitória por 3 a 1, de virada. Pela primeira vez na história, um treinador foi tri-campeão consecutivo da Europa League.

    Após os três troféus, Unai Emery empatou com o ex-treinador italiano Giovanni Trapattoni, vencedor do torneio (então chamado de Copa da Uefa) com a Juventus, em 1977 e 1991, e com a Inter de Milão, em 1993. Depois de uma passagem sem tanto brilho pelo Paris Saint-Germain, de Neymar e companhia, o espanhol teve na temporada 2018/19, com o Arsenal, a oportunidade de ultrapassar o ídolo da Itália, mas foi vice-campeão, ao perder para o Chelsea, na final do torneio.

    Nesta temporada, com o espanhol Villarreal, Unai Emery novamente tem a chance de se tornar o maior campeão da Liga Europa. No campeonato europeu atual, o Submarino Amarelo venceu 12 das 14 partidas e empatou as outras duas. Marcou 30 gols e sofreu apenas oito. O treinador tem 100 partidas comandadas na Europa League. Venceu 59, empatou 27 e perdeu apenas 14.

    Emery admite o favoritismo do adversário. “Para mim o Manchester United partia como principal favorito, juntamente com os outros clubes ingleses, o Tottenham, Arsenal e o Leicester, os italianos, Milan e Roma, e os espanhóis. Sabemos e reconhecemos a capacidade do principal favorito. Temos que colocar em campo a nossa melhor versão, bem como anular a do adversário.”

    A final entre Villarreal e Manchester United poderá ser acompanhada pelo canal pago Fox Sports.

    Arsenal v Villareal
    Festa espanhola em Londres: o Villarreal eliminou o Arsenal na semifinal Shaun Botterill/Getty Images
    Continua após a publicidade
    Publicidade