Clique e assine a partir de 9,90/mês

Um guia detalhado sobre a volta do Campeonato Alemão

A Bundesliga voltará neste sábado e PLACAR destacou dez pontos sobre como será o reinício do primeiro grande campeonato europeu de futebol

Por Danilo Monteiro - Atualizado em 15 Maio 2020, 16h45 - Publicado em 15 Maio 2020, 16h30

Com a anuência do governo da premiê Angela Merkel, o Campeonato Alemão será retomado a partir do dia 16 de maio, após uma paralisação de pouco mais de 2 meses. De portões fechados, os jogos acontecerão em circunstâncias diferentes do habitual: os clubes deverão seguir rigorosas recomendações de saúde e segurança para que não haja novos casos de coronavírus entre os atletas.

Até esta sexta 15, a Alemanha registrou pouco mais de 175 000 casos e 7 897 mortes, mas sua curva de contaminação foi achatada devido a uma política rigorosa de isolamento social no país, possibilitando a reabertura gradual de comércios e demais postos de trabalho nas últimas semanas.

Os clubes da primeira e segunda divisão alemã voltaram aos treinos adaptados ainda no mês passado, em grupos de cinco jogadores e sem contato físico entre eles, seguindo os tais “protocolos” sanitários. Para o retorno das partidas, tais medidas serão ainda mais detalhistas e dependem diretamente da dedicação de cada um de seus atores. PLACAR elencou dez tópicos, cada um esmiuçando um fator sobre a volta do futebol alemão.

1. Testagem em massa

Para que o campeonato retornar, os clubes deverão insistir na testagem constante de seus funcionários, assim como fizeram para a volta aos treinos. Restando nove rodadas para o final da temporada alemã, estima-se serem necessários 25 000 testes apenas para os jogos da primeira divisão, totalizando de 2,5 milhões de euros (cerca de 16 milhões de reais). Cada equipe poderá verificar o resultado laboratorial no mesmo dia do exame.

2. Quarentena

Uma das demandas do governo alemão era impor quarentena de duas semanas aos jogadores antes do reinício do campeonato, mas apenas uma semana de isolamento será necessária, de acordo com o boletim médico da liga, consolidando o dia 16 como a data do retorno.

3. Calendário

Segundo Christian Seifert, presidente da Liga Alemã de Futebol (DFL), os times exigiram terminar a competição o mais rápido possível, pois cerca de 100 contratos de jogadores vencerão ao final desta temporada. A última rodada do campeonato, então, foi marcada, a princípio para o dia 27 de junho.

4. Testes positivos

Desde o retorno dos treinamentos, no início de abril, os jogadores se submeteram a constantes testes de coronavírus. Dos 1 700 testes utilizados, apenas 11 foram positivos – três deles no Colônia, time da primeira divisão. Seifert explicou, em coletiva, que se um jogador testar positivo, apesar das medidas de segurança, o departamento de saúde local será responsável por determinar a quarentena, o que poderá causar o adiamento da partida.

5. Quem entrará no estádio

Cada partida da primeira divisão terá no máximo 322 pessoas trabalhando. O cálculo aparentemente arbitrário levou em consideração o número mínimo de profissionais necessários para fazer a partida acontecer (e ser transmitida) – motivo pelo qual não haverá Árbitro de Vídeo nos jogos da Bundesliga. O grupo autorizado inclui jogadores, árbitros, técnicos, jornalistas, cinegrafistas, agentes antidoping, comissários da liga, seguranças, cuidadores do gramado e gandulas. As pessoas ficarão separadas em zonas: 98 dentro do estádio, 115 nas arquibancadas e 109 nos arredores da arena.

Continua após a publicidade

Os times chegarão separadamente no estádio e os jogadores terão de lavar seus uniformes em casa de modo a evitar contaminações. Todos os funcionários precisarão usar máscaras e as portas de salas e vestiários ficarão abertas. O ingresso de qualquer profissional em um estádio só será autorizado após a aferição de sua temperatura. Seguranças ficarão espalhados ao redor do estádio para evitar aglomeração de torcedores, como aconteceu em jogos de portões fechados da Liga dos Campeões, antes da paralisação. Devido à nova regra da Fifa, os clubes poderão realizar até cinco substituições a cada partida, para evitar o desgaste físico dos jogadores, que terão de disputar vários jogos em um curto intervalo de tempo.

6. Comportamento

A efetividade dos protocolos de segurança e saúde da Bundesliga dependem diretamente do comportamento e dedicação de seus atletas. O atacante Salomon Kalou foi suspenso pelo Hertha Berlin após publicar vídeo cumprimentando seus companheiros e interrompendo o teste do zagueiro Jordan Torunarigha. O presidente da Liga Alemã, em entrevista ao jornal Bild, pediu que os atletas ensaiem comemorações que não envolvam abraços.

7. Portões fechados

As partidas não terão a presença de público devido ao alto risco de disseminação da Covid-19. Na Holanda, por exemplo, o ministro da saúde Hugo de Jonge declarou que os torcedores só poderão voltar aos estádios quando uma vacina contra o coronavírus for produzido.

Na Alemanha, alguns clubes apelaram para a criatividade para “encher” duas arquibancadas. O Borussia Mönchengladbach colocará recortes de papelão com fotos de seus torcedores: cada aficcionado terá que pagar 19 euros (por volta de 119 reais) enviar um “representante” inanimado para os jogos do clube em casa.

8. Quem está na briga pelo título e pelo rebaixamento

A briga pelo troféu era bastante acirrada antes da paralisação. O Bayern de Munique é o atual líder, com 55 pontos, seguido pelo rival Borussia Dortmund, que tem 51, e pelo Red Bull Leipzig, com 50. O Borussia Mönchengladbach soma 49 pontos e fecha o G-4 da competição, grupo que terá vaga na próxima edição da Liga dos Campeões. Estão atualmente na zona de rebaixamento Fortuna Düsseldorf, Werder Bremen e Paderborn.

9. Os brasileiros na Bundesliga

O Campeonato Alemão sempre atraiu muitos jogadores brasileiros. Entre os destaques da atual temporada, estão o meia Philippe Coutinho, do Bayern de Munique, os atacantes Matheus Cunha, do Hertha Berlin, e Raffael, do Borussia Mönchengladbach, além do meia Paulinho e do lateral-esquerdo Wendell, ambos do Bayer Leverkusen.

10. Como assistir aos jogos

O Cade aprovou na última semana a fusão entre os canais Espn e Fox Sports, ambos agora propriedade da Disney. A Fox detém os direitos exclusivos de transmissão da Bundesliga, mas a fusão permite que a Espn volte a exibir partidas do campeonato. Neste final de semana, o canal transmitirá quatro jogos: Leipzig x Freiburg, Hoffenheim x Hertha Berlin, Colônia x Mainz e Werder Bremen x Bayer Leverkusen. A Fox Sports ainda não comunicou se continuará exibindo os jogos do Alemão.

Continua após a publicidade
Publicidade