Clique e assine a partir de 8,90/mês

Tribunal deixa Palmeiras sem torcida como visitante em sete jogos

Julgamento ocorreu nesta sexta-feira, devido à confusão nos arredores da Arena Pernambuco, em 23 de julho, quando os paulistas venceram o Sport, por 2 a 0

Por Da redação - 18 ago 2017, 17h29

O Palmeiras foi punido nesta sexta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e está proibido de levar torcedores nas sete próximas partidas como visitante. A sanção foi aplicada por confusão entre torcedores nos arredores da Arena Pernambuco no dia 23 de julho, quando a equipe venceu o Sport por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro.

As brigas foram antes e depois da partida, em ruas próximas ao estádio. O Sport também foi julgado pelo tribunal, mas acabou absolvido. Os auditores consideraram os palmeirenses como os responsáveis pelo tumulto. Fora essa restrição como visitante, o Palmeiras não poderá nos próximos sete jogos como mandante ter na arena adereços de torcidas organizadas.

No dia da partida, 54 pessoas foram presas pela briga, a maioria palmeirenses. Vídeos mostraram que o conflito do lado de fora envolveu as duas torcidas. Dentro de campo, o time paulista ganhou a partida com gols de Bruno Henrique e Keno, ainda no primeiro tempo.

O Palmeiras sofreu punição semelhante neste ano na Copa Libertadores. Após a confusão ao fim do jogo contra o Peñarol, no Uruguai, o clube foi sancionado pela Conmebol em seis partidas como visitante sem poder levar a torcida. A diretoria recorreu e conseguiu reduzir a pena para três jogos.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade