Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Treinador do Barcelona acusa adversária de racismo contra brasileira

Andressa Alves foi expulsa após se desentender com adversária, que nega as ofensas raciais

A jogadora brasileira Andressa Alves, que defende o Barcelona, foi expulsa neste domingo, 10, durante a vitória por 4 a 0 sobre o Rayo Vallecano pelo Campeonato Espanhol feminino, ao se estranhar com a adversária Sheila García. Depois da partida, o treinador do Barça, Luis Cortés, acusou a jogadora do Rayo de racismo.

“Andressa sofreu um insulto racista durante o jogo, e isto é um tema muito grave que temos que tentar erradicar entre todos. Daí sua reação que não justifico”, disse o comandante.

Logo após a declaração de Cortés, o Rayo Vallecano rapidamente divulgou um comunicado, saindo em defesa de Sheila e negando qualquer tipo de acusação.

“Depois de falar com nossa jogadora Sheila García e com outros membros da equipe e analisar as imagens no incidente ocorrido durante o jogo, nós categoricamente negamos que em algum momento insultos racistas ou insultos foram ditos sobre a jogadora do FC Barcelona Andressa Alves. Nas imagens do incidente, se observa perfeitamente como depois de uma ação fortuita em que Sheila toca a perna da jogadora adversária, esta responde imediatamente com uma reação violenta desproporcional. Essa ação se produz a aproximadamente um metro da arbitragem, que não escuta nada (visto que não houve) e por isso em nenhum momento indica na súmula da partida que se produzira insulto ou ofensa alguma contra Andressa Alves”, disse o clube em comunicado.