Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Torcedor beija juiz após acesso do Náutico com pênalti polêmico

Em decisão de vaga para a Série B, time pernambucano conseguiu empate contra paraenses com marcação de Leandro Pedro Vuaden nos acréscimos do segundo tempo

Com a emocionante classificação para as semifinais da Série C do Campeonato Brasileiro e o consequente acesso à segunda divisão diante do Paysandu, os torcedores do Náutico, enlouquecidos, invadiram o gramado dos Aflitos para comemorar com os jogadores e uma figura ilustre: o árbitro Leandro Pedro Vuaden.

A reação aconteceu por conta do pênalti marcado pelo árbitro aos 49 minutos do segundo tempo, quando Caíque Oliveira foi tirar de cabeça e a bola bateu no braço de Uchôa. Sem o auxílio do VAR, o experiente juiz assinalou o pênalti, convertido por Jean Carlos, e responsável por levar a decisão à marca da cal, em disputa na qual o Timbu levou a melhor.

Após a partida, vídeos nas redes sociais mostram a reação de alguns torcedores com o Leandro Pedro Vuaden. Em um deles, um alvirrubro diz: “Eu te amo, juiz. Eu te amo, bandeirinha. Eu amo todos vocês”.

Por outro lado, Hélio dos Anjos, treinador do Paysandu, não escondeu sua insatisfação com a marcação do juiz. O Papão da Curuzu terá que disputar a terceira divisão pelo segundo ano seguido.

“Ele deu um pênalti que todo mundo está falando que não foi pênalti. Fomos penalizados pela arbitragem. O prejuízo é muito grande, é cerca de R$ 20 milhões e quem vai pagar por isso? Revoltante. A arbitragem brasileira vai pagar por isso? Não. Quem vai pagar é o clube. Hoje o meu time foi roubado aqui”, analisou.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. francisco penin

    Paysandu foi garfado; jogou melhor e teve pênalti arranjado ns últimos segundos. Uma vergonha. Agora, VAR até para jogo de botão…

    Curtir