Clique e assine a partir de 9,90/mês

Todo mundo já viveu seu dia de 7 x 1; Confira a maior goleada que seu time sofreu na série A

Veja qual a maior derrota dos clubes da série A no Brasileiro, desde 1971

Por Redação PLACAR - Atualizado em 20 fev 2017, 11h09 - Publicado em 3 set 2015, 11h22

Sofrer uma goleada de 1 x 7 em uma semifinal de Copa do Mundo, ainda mais em casa, é algo inconcebível. Contudo, todo mundo já teve um dia de sentimento parecido com esse, com seu time, no maior campeonato do país.

O Vasco, em 2015, conseguiu superar sua pior marca. Sofreu um 0 x 6 histórico neste Brasileiro, para o mesmo Inter, que semanas antes, havia perdido d 0 x 5 para o maior rival Grêmio, na maior derrota de sua história no torneio.

Qual a maior goleada sofrida pelos 20 clubes da série A de 2015 na história do Campeonato Brasileiro. 

Veja quais são elas:

Atlético-MG

19/11/2000 – Atlético-MG 0 x 6 Sport

No mesmo Mineirão em que o Brasil sofreu 1 x 7 da Alemanha, o Galo sofreu goleada de 0 x 6 do Sport, no fim da primeira fase da Copa João Havelange. Leonardo marcou cinco gols, enquanto Taílson fez o outro gol.

Atlético-PR

17/07/2004 – Internacional 6 x 0 Atlético-PR

Logo no segundo ano do torneio por pontos corridos, o Atlético-PR disputou o título até a última rodada. Contudo, ainda no começo do torneio, no Beira-Rio, a equipe tomou seis do Inter. Danilo Gomes fez os quatro primeiros na primeira etapa, que ainda teve o gol de Fernandão. No segundo tempo, Alex fechou a conta.

Avaí

19/06/2011 – Palmeiras 5 x 0 Avaí

13/08/2011 – Cruzeiro 5 x 0 Avaí

Continua após a publicidade

Em 2011, o Avaí despediu-se da série A do Campeonato Brasileiro com um doloroso rebaixamento. No mesmo ano, o clube sofreu duas goleadas de 0 x 5. No Canindé, o Palmeiras fez 5 x 0 com quatro gols de Luan e Kléber (dois cada) e um de Lincoln. Já dois meses depois, no Parque do Sabiá, o Cruzeiro repetiu o placar.

Chapecoense

24/10/1979 – Caxias 5 x 1 Chapecoense

Em 1979, a Chapecoense disputaria pela última vez a primeira divisão nacional, até 2014. Naquele ano, jogando em Caxias do Sul, o time foi derrotado pelo Caxias por sonoros 5 x 1. Zé Guimarães fez dois para o time gaúcho, que deixaria a Chape com a lanterna no Grupo B, com dez clubes.

Corinthians

28/09/2003 – Juventude 6 x 1 Corinthians

No primeiro torneio de pontos corridos, o Timão vivia uma crise. Assim, ainda no começo do torneio, o treinador Geninho caiu após goleada sofrida pelo Juventude, no Alfredo Jaconi, a maior da história do Timão.

Coritiba

29/02/1984 – Grêmio 5 x 0 Coritiba

06/05/1984 – Fluminense 5 x 0 Coritiba

17/08/1996 – Palmeiras 5 x 0 Coritiba

23/10/2008 – Flamengo 5 x 0 Coritiba

O Coxa não te apenas um grande goleada sofrida. Ao todo, são quatro grandes goleadas de 0 x 5. Duas foram no ano de 1984, um ano antes do título brasileiro do clube. Contra Grêmio e Fluminense, fora de casa, o Coxa perdeu de cinco. Contra os gaúchos, na primeira fase. Contra os cariocas, na fase quartas de final, com dois gols de Washington. O Flu ainda seria campeão do torneio. Já em 1996, a goleada foi para o supertime do Palmeiras, com três gols do craque Luizão.  Por fim, em 2008, o Coxa perderia da mesma forma para o Flamengo.

Continua após a publicidade

Cruzeiro

30/03/1983 – Santos 5 x 0 Cruzeiro

16/07/1997 – Cruzeiro 0 x 5 São Paulo

Em 1983, o Santos perderia de cinco, no Morumbi, para o Santos, que seria vice-campeão daquela edição. Serginho Chulapa faria três gols nesse dia. Já em 1997, o Cruzeiro faria um campeonato sofrível. O exemplo disso estava à mostra na derrota, em casa, para o São Paulo. Em noite inspirada, Dodô faria cinco gols contra o Cruzeiro.

Figueirense

24/07/2008 – Figueirense 1 x 7 Grêmio

Esse é o resultado que pode ser visto como o mais próximo do Brasil x Alemanha. Em 2008, o Figueira seria rebaixado no Campeonato Brasileiro. A prova disso estava no duelo do Orlando Scarpelli, dia 24 de julho. Com três gols de Reinaldo, três de Perea e um de Marcel, o Grêmio faria 7 x 1 no Figueira. Cleiton Xavier fez o de honra dos catarinenses quando a partida estava 0 x 5.

Flamengo

15/11/1972 – Botafogo 6 x 0 Flamengo

Essa é uma das derrotas mais doídas da história flamenguista. O grande Botafogo, que seria vice-campeão em 1972, fez seis no Flamengo, em partida no Maracanã. Jairzinho fez três no jogo que ficou como grande mácula da história flamenguista no clássico, até a devolução do placar nove anos depois.

Fluminense

14/09/1996 – Sport 6 x 0 Fluminense

15/09/2002 – São Paulo 6 x 0 Fluminense

Continua após a publicidade

No ano do primeiro rebaixamento do Fluminense (não concretizado), o Tricolor acabou goleado pelo Sport, na Ilha do Retiro, por 6 x 0. Leomar fez três e Luiz Müller marcou dois na partida. A data foi tão marcante, que seis anos e um dia depois, no Morumbi, o Tricolor paulista repetiu o placar contra os cariocas. Luis Fabiano fez dois nesta data.

Goiás

19/04/1992 – Botafogo 6 x 0 Goiás

13/07/2004 – Atlético-PR 6 x 0 Goiás

Em 1992, o Goiás fez um Brasileiro ruim. E dos exemplos disso foi a goleada de 0 x 6 para o vice-campeão do torneio, Botafogo. Oito anos depois, no segundo torneio por pontos corridos, o Goiás novamente perdeu de seis para o vice-campeão. Dessa vez, contudo, o Goiás fez um grande torneio e terminou em sexto. Washington fez três para o Furacão naquele dia.

Grêmio

09/07/1997 – Goiás 6 x 0 Grêmio

13/10/1999 – Palmeiras 6 x 0 Grêmio

O final dos anos 1990 não foram simpáticos com o Grêmio no Brasileiro. Em 1997, um ano depois do título Brasileiro, o Tricolor foi goleado pelo mesmo Goiás que havia eliminado nas semifinais um ano antes. Aloísio Chulapa e Betinho marcaram dois gols cada neste jogo. Dois anos depois, contra o campeão da Libertadores, Palmeiras, no Palestra Itália, o Tricolor gaúcho perdeu de seis novamente. Alex marcou dois gols neste jogo.

Internacional

13/12/2003 – São Caetano 5 x 0 Internacional

10/10/2014 – Chapecoense 5 x 0 Internacional

09/08/2015 – Grêmio 5 x 0 Internacional

Continua após a publicidade

Na última rodada do primeiro torneio por pontos corridos, em 2003, Inter e São Caetano disputavam uma vaga para a Libertadores no Anacleto Campanella. Em São Caetano do Sul, contudo, o Azulão judiou do Inter, que sofreu novamente a goleada em 2014, na Arena Condá, em Chapecó. Contudo, a mais dolorida da história aconteceu neste ano. Jogando na Arena do Grêmio, o clube perdeu para o maior rival por 0 x 5, algo que não acontecia há mais de 100 anos. E o Grêmio ainda perdeu um pênalti…

Joinville

25/03/1984 – Vasco 6 x 0 Joinville

O JEC fez um torneio mediano em 1984. Contudo, a goleada de 0 x 6 sofrida em São Januário ficou marcado como a pior derrota da história dos catarinenses. Arturzinho fez dois gols neste dia.

Palmeiras

28/03/1981 – Internacional 6 x 0 Palmeiras

21/09/2014 – Goiás 6 x 0 Palmeiras

A maior derrota da história palmeirense no torneio acontecera em 1981. Após disputar a Taça de Prata, o clube foi bem e subiu para a Taça de Ouro e sofreu diversas goleadas, sendo uma de seis para o Inter, no Beira-Rio. Era a maior goleada sofrida, até a do ano passado, no Serra Dourada, contra o Goiás. O goleiro Deola saiu de campo como um dos grandes culpados pela vergonha do Verdão paulista.

Ponte Preta

01/10/1986 – São Paulo 6 x 1 Ponte Preta

13/11/2004 – Grêmio 6 x 1 Ponte Preta

Em 1986, a Ponte despedia-se da primeira divisão com uma derrota dura para o São Paulo no Morumbi. Silas e Careca fizeram dois gols cada naquele dia. Já em 2004, o Brasileiro estava chegando no fim. No Bento de Abreu, em Pelotas, o Tricolor gaúcho fez 6 x 1 na Ponte. Contudo, naquele ano, a Ponte terminaria em 10° e o Grêmio rebaixado.

Continua após a publicidade

Santos

06/11/2005 – Corinthians 7 x 1 Santos

Outro 7 x 1 da lista. Um jogo que fica para sempre na memória santista. A derrota de sete para o maior rival, no Pacaembu, em ano de título corintiano, foi algo pesado para o Peixe, que era o atual campeão do torneio. Tévez fez três gols nesta partida.

São Paulo

25/11/2001 – Vasco 7 x 1 São Paulo

Outro 7 x 1 da lista. Em dia em que Rogério Ceni foi expulso, Romário marcou três e aplicou a maior derrota do Tricolor no Brasileiro. Mesmo assim, naquele ano, o clube paulista chegou às quartas de final do torneio, mas acabou eliminado pelo Atlético-PR.

Sport

01/09/1994 – Criciúma 5 x 0 Sport

Em 1994, o Sport fez um Brasileiro mediano. Contudo, uma goleada sofrida contra o Criciúma foi a maior da história do time pernambucano. Nunca o Sport sofreu goleada tão grande em todos os anos de série A.

Vasco

02/09/2015 – Internacional 6 x 0 Vasco

Há dez anos, o Vasco perdia por 7 x 2 para o Atlético-PR na Arena da Baixada. Agora, em 2015, o clube sofreu a mais dolorosa goleada de sua história. No Beira-Rio, o time carioca não entrou em campo e viu o Inter fazer meia dúzia de gols contra o Cruz-Maltino. Ernando, Eduardo Sasha, Lisandro López (2), Nílton e Valdívia marcaram os gols da equipe

Publicidade