Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Titular, Fagner celebra ‘sonho’ com os filhos: ‘Lembraremos para sempre’

Lateral se tornou titular após lesões de Daniel Alves e Danilo e vem curtindo auge da carreira ao lado da família na Rússia

KAZAN – O susto inicial ao saber que seria titular da seleção brasileira na Copa do Mundo depois da lesão no quadril de Danilo já foi superado e, com atuações convincentes nas últimas três partidas, o lateral-direito Fagner já sonha em colocar seu nome na história. E encher de orgulho a família, que o acompanha em todas as partidas.

Saiba quanto cada seleção vai ganhar na Copa

O jogador do Corinthians por pouco não ficou fora do Mundial ao sofrer uma lesão muscular poucos dias antes da convocação. Até por isso, foi quem mais festejou o chamado, ao lado de seus familiares, ao ouvir seu nome entre os 23 escolhidos. A esposa, Bárbara Lemos, e os filhos, Henrique e Lucca, sempre presentes em jogos e treinos do clube paulista, viajaram à Rússia, onde têm curtido as “férias” perto do jogador de 29 anos.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo de 2018

“Logo que acabou o jogo fui dar um beijo nos meus filhos, eles sofrem junto com a gente, ficam angustiados, torcem. Sabemos quanto a família é importante nesses momentos. Acho que essa Copa vai ficar guardada na minha cabeça e na dos meus filhos para sempre”, contou Fagner após a partida contra o México, em Samara.

Os familiares dos atletas estão hospedados em um hotel próximo ao da equipe, em Sochi. Além de visitas nas folgas, os atletas podem levar os filhos a alguns treinos. O pequeno Henrique, de 8 anos, conhecido como “Fagninho” por sua incrível semelhança com o pai, é fã de Neymar e não perde a oportunidade de bater bola com os craques. O garoto já demonstra habilidade e faz parte da equipe de futsal do Corinthians.

Na Rússia, a família chega cedo aos estádios nos dias de jogo, sempre com a camisa 22 de Fagner, e “os Fagninhos” se divertem com as brincadeiras e pedidos de fotos dos torcedores. Segundo Fagner, vivenciar uma Copa do Mundo tem sido um orgulho para toda a família Lemos.

“Só de estar numa Copa vestindo a camisa da seleção brasileira já é uma motivação enorme. Quando criança, eu via Jorginho, Cafu, Maicon, Dani Alves… é um sonho. Espero que tudo corra bem, mas precisamos manter o pé no chão. Temos de ganhar o próximo jogo, depois o próximo… e se vier o título, espero deixar um legado e proporcionar essa emoção aos meus filhos.”

Mesmo com a recuperação de Danilo, que já voltou a treinar, Tite deve manter Fagner no time para as quartas de final contra a Bélgica. “Falei com o Danilo sobre o critério. Vinha jogando e bem, se machucou e entrou Fagner muito bem. Permanece o Fagner pelo desempenho de alto nível eu teve em dois jogos decisivos, com a possibilidade inclusive de o jogo ter 120 minutos”, disse Tite, antes da partida contra o México.