Clique e assine a partir de 9,90/mês

Técnico Montella é demitido e Gattuso assume o Milan

Clube fez contratações milionárias, mas é apenas o sétimo colocado na Itália

Por Estadão Conteúdo - Atualizado em 27 Nov 2017, 10h27 - Publicado em 27 Nov 2017, 10h24

Sem conseguir convencer neste início de temporada europeia, a diretoria do Milan anunciou uma medida drástica nesta segunda-feira. Um dia após o empate sem gols com o Torino pelo Campeonato Italiano, o tradicional clube demitiu o técnico Vincenzo Montella, que comandava a equipe desde junho do ano passado, e anunciou a contratação de um antigo ídolo, o ex-volante Gennaro Gattuso.

A mudança foi anunciada pelo clube nas redes sociais. “O Milan anuncia que encerrou a parceria com Vincenzo Montella. O comando do time principal agora ficará a cargo de Gennaro Gattuso, que deixa sua posição de treinador das categorias de base. Desejamos a ele boa sorte”, registrou a diretoria do time de Milão. O Milan ainda agradeceu Montella pelo “empenho, seriedade e correção profissional.”

A diretoria não escondeu sua frustração com os resultados nestes cinco meses de temporada. O Milan foi um dos clubes que mais investiram na última janela de transferências, desembolsando mais de 200 milhões de euros (cerca de 770 milhões) em contratações.

Da lista milionária de reforços, os destaques foram o zagueiro Leonardo Bonucci, que saiu da Juventus por 40 milhões de euros, e o atacante André Silva, que deixou o Porto por 38 milhões de euros. O time contratou ainda a peso de ouro Andrea Conti, da Atalanta, e Hakan Calhanoglu, do Bayer Leverkusen.

Mesmo reforçado, o Milan segue irregular no Italiano. O time venceu apenas dois dos seus últimos nove jogos. No Campeonato Italiano, ocupa apenas o sétimo lugar, com o mesmo número de vitórias e derrotas: seis. A queda para o sétimo lugar veio com o empate com o Torino, diante de sua torcida.

Gattuso, de 39 anos, encerrou sua trajetória como jogador em 2013, mesmo ano em que dividiu sua atuação dentro de campo com a função de treinador pela primeira vez, no comando do Sion, da Suíça. Depois teve passagens discretas como técnico pelo Palermo, pelo OFI Crete, da Grécia, e pelo Pisa, antes de assumir a base do Milan no começo deste ano.

Velho ídolo: Gattuso ao lado de Andrea, Pirlo durante treino do Milan, em 2007 Giuseppe Cacace/Getty Images
Publicidade