Clique e assine a partir de 9,90/mês

Taffarel vê Cássio como melhor do Brasil, mas abaixo de Alisson e Ederson

Ex-goleiro e preparador da CBF comparou sua trajetória na seleção à do jogador do Liverpool: 'A diferença é que ele é mais bonito', brincou

Por Gazeta Press - Atualizado em 30 Maio 2019, 19h27 - Publicado em 30 Maio 2019, 16h59

O trio de goleiros convocados da seleção brasileira para a Copa do Mundo da Rússia vai se repetir na Copa América desse ano, no Brasil. E, segundo o preparador da CBF e referência da posição, Claudio Taffarel, a ordem de preferência segue a mesma: Alisson, do Liverpool, é o titular, com Ederson, do Manchester City, como reserva imediato e Cássio, do Corinthians, como terceiro goleiro.

“O parâmetro está mais lá, não quer dizer que o Cássio não seja um grande goleiro. A gente aqui reconhece o Cássio como o melhor goleiro do Brasil na atividade. Lá fora ele teria um parâmetro maior”, disse nesta quinta-feira, 30, o herói da final do Mundial de 1994, em entrevista coletiva na Granja Comary, em Teresópolis, onde a equipe se prepara para o torneio.

Tabela completa de jogos a Copa América 2019

“Posso dizer que o que pesou mais a favor do Cássio foi o retrospecto de já ter estado conosco na Copa do Mundo. Seguimos essa linha de jogadores incorporados no trabalho, o Cássio tem seu valor. Cássio é uma unanimidade aqui no Brasil, todo mundo reconhece o trabalho dele, excelente pessoa”.

Por ora, apernas Ederson está inserido no grupo, em Teresópolis-RJ. Cássio só se apresenta após o confronto com o Flamengo, terça, pela Copa do Brasil. E Alisson jogará a final da Liga dos Campeões dia 1º de junho. Por isso, o goleiro do Manchester City será titular no amistoso contra o Catar, em Brasília, no dia 5.

Continua após a publicidade

A expectativa é que Alisson se apresente e fique no banco de reservas no Estádio Mané Garrincha, mas sua posição de titular não parece sequer correr risco.

“O Alisson vinha tendo a sequência como titular, isso pesa um pouco mais, mas não é uma coisa definitiva. Vi um crescimento muito grande do Ederson na seleção brasileira, lembro bem das primeiras convocações, mais fechado. Hoje é outro tipo de jogador, outra personalidade, vai jogar o amistoso agora, sinto que está tendo o espaço dele”, explicou Taffarel, antes de traçar um paralelo entre seus dois preferidos.

O goleiro Ederson será titular em amistoso Lucas Figueiredo/CBF/Flickr

“O Alisson, tecnicamente, é muito perfeito, saiu do Internacional com grande qualidade e vem aprimorando um pouco esse futebol moderno, joga muito com os pés no Liverpool, faz com que o goleiro esteja num nível muito alto, eleva muito. O Ederson, falar dos pés é banal”.

Taffarel, aliás, reconhece que a trajetória do goleiro do Liverpool se assemelha a sua, com apenas uma diferença estética. “Ele é mais bonito. Os caras até falam, além de bonito ainda defende”, brincou.

Continua após a publicidade

“A escola minha e do Alisson é igual, meio perfeccionista, começa no Inter, de repente tem essa chance na seleção, um momento questionado… e mantém sua técnica, linha de trabalho. No final acaba passando essa barreira, vai subindo. Dá para se comparar muito”.

Por fim, questionado quem é o melhor goleiro do mundo na atualidade, Taffarel ficou em cima do muro e vislumbrou.”Eu gostaria muito que a gente ficasse aqui com Alisson e Ederson com uma unanimidade como os melhores goleiros do mundo. Seria muito bom, um prêmio para nossa escola”.

Publicidade