Clique e assine a partir de 9,90/mês

Suspeito de instigar morte de torcedor argentino se entrega

Torcedor foi arremessado das arquibancadas no clássico entre Belgrano e Talleres

Por Da redação - 17 abr 2017, 20h31

Oscar Gómez, suspeito de ser o autor intelectual do assassinato de um torcedor do Belgrano que foi espancado e jogado da arquibancada do estádio do clube durante uma partida pelo Campeonato Argentino no sábado, se entregou nesta segunda-feira à Justiça.

Fontes da polícia confirmaram à Agência Efe que Gómez, conhecido como “Sapito“, se apresentou à tarde na Chefia de Polícia da província de Córdoba e reconheceu ter incentivado vários torcedores a bater em Emanuel Balbo, que morreu nesta segunda-feira em um hospital após ficar dois dias internado em estado crítico. Balbo, de 22 anos, foi brutalmente golpeado e arremessado da arquibancada e caiu em uma das escadas de acesso ao estádio Mario Alberto Kempes por torcedores do Belgrano, que disputava um clássico com o Talleres.

Raúl Balbo, pai da vítima, confirmou a morte do rapaz e explicou que, durante a partida, Emanuel se encontrou no estádio com Gómez, acusado de atropelar e matar, há quatro anos, outro de seus filhos, que então tinha 14 anos. “Em vez de ele (Gómez) negar, somente incitou a violência com todos os amigos que tinha lá, agredindo meu filho. Começaram a bater e fazer o que fizeram. Gómez chamou todos os amigos e disse: ‘Joguem ele fora, é torcedor do Talleres‘. Correram atrás dele pela arquibancada até que o arremessaram”, descreveu ele em entrevista à emissora “Cadena 3“.

(com EFE)

Publicidade