Supercopa do Brasil: o torneio que não vingou

Clássico paulista poderia ter aberto a temporada 2016

Por Redação PLACAR - Atualizado em 20 fev 2017, 11h01 - Publicado em 15 mar 2016, 16h22

Um dérbi entre Palmeiras e Corinthians poderia abrir a temporada de 2016 do futebol brasileiro. O duelo entre os atuais campeões da Copa do Brasil e do Brasileirão, respectivamente, seria um ótimo pontapé inicial para o ano, mas não ocorreu.

Há 25 anos, os campeões dos dois torneios nacionais não se enfrentam para um tira-teima. Foram apenas duas edições, em 1990 e 1991, logo após a criação da Copa do Brasil. A ideia era instituir o jogo no calendário nos moldes das Supercopas europeias, como na Inglaterra e na Espanha. Este ano, o Arsenal ficou com o título sobre o Chelsea e o Atlhletic Bilbao acabou com uma fila de 31 anos ao superar o Barcelona.

Ano passado, o duelo seria Atlético-MG e Cruzeiro e aventou-se a hipótese do retorno da Supercopa pela CBF, mas a ideia não seguiu em frente.

Os únicos dois campeões são Grêmio e Corinthians. O time gaúcho superou o Vasco em 1990, em partidas de ida e volta que também valiam pela Libertadores daquele ano. Não deu tempo de a torcida se acostumar: o público do título corintiano no ano seguinte foram modestos 2.706 torcedores. 

Publicidade

Em 1991, em jogo único disputado no Morumbi, o Timão superou o Flamengo com um gol solitário de Neto. Sem previsão da disputa no calendário da CBF para 2016, o Brasil ficará mais um ano sem um supercampeão.

Publicidade