Clique e assine a partir de 8,90/mês

Sul-Americana: Corinthians busca classificação na Argentina

Em situação incômoda após empate em 1 a 1 em casa, time brasileiro encara o tradicional Racing, em Buenos Aires, por uma vaga nas quartas de final

Por Da redação - 20 set 2017, 12h38

O Corinthians tentará tranquilizar seu ambiente, após dias de muita discussão sobre o gol de braço marcado por Jô no Brasileirão, nesta quarta-feira, a partir das 21h45 (de Brasília), no jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. A missão, no entanto, não é fácil: após empate em 1 a 1 em Itaquera, o time precisará vencer ou empatar por mais de dois gols com o Racing, da Argentina, no estádio Presidente Perón, em Buenos Aires.

O placar de 0 a 0 dá a vaga para os argentinos, mas o técnico Fábio Carille acredita que o time da casa pressionará o Corinthians. “O Racing tem uma forma definida de jogar e não acho que com 50.000 torcedores aqui vão ficar atrás”, projetou.

Jô está confirmado na partida e ciente de que todos estarão de olho nele. O jogador, que fez um gol de braço contra o Vasco, teve de dar uma entrevista para esclarecer sua atitude, que teve repercussão bastante negativa.

Carille não terá três titulares: o lateral-esquerdo Guilherme Arana, machucado, e os meio-campistas Maycon e Rodriguinho, que, cansados, ficarão no banco de reservas. O treinador, no entanto, garante que a Sul-Americana também é valorizada pelo líder do Brasileirão.

“Estamos levando muito a sério, tanto que não estou poupando ninguém, só tirando três jogadores. É importante para nós, para minha carreira, pois é meu primeiro torneio internacional.”

Pelo lado do Racing, o técnico Diego Cocca aguarda por seu principal ataccante, Lisandro López, jogador com passagem pelo Inter, que sente dores musculares.

Lance na partida entre Corinthians e Racing, pela Copa Sul-Americana, no Itaquerão Leonardo Benassatto/Reuters
Continua após a publicidade
Publicidade