Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sueco Lennart Johansson, ex-presidente da Uefa, morre aos 89 anos

Dirigente comandou a entidade máxima do futebol europeu de 1990 a 2007 e foi também vice-presidente da Fifa

O sueco Lennart Johansson, ex-presidente da Uefa e ex-vice-presidente da Fifa, morreu aos 89 anos depois de uma “curta doença”, informou nesta quarta-feira a Federação de Futebol da Suécia.

“Recebemos com grande dor a notícia de que Lennart Johansson morreu. Eu e muitos outros perdemos um bom companheiro, a saudade é grande. Nossos pensamentos estão com a família e aos seus mais próximos”, afirmou em comunicado o presidente da federação sueca, Karl-Erik Nilsson.

Ele afirmou que Johansson foi “mais o importante dirigente sueco de futebol em nível internacional” da história.

O mesmo sentimento de “pesar” foi manifestado pelo AIK, histórico clube sueco ao qual ele estava ligado desde a juventude e que era presidente de honra desde 1999.

Johansson – nascido em Bromma (Estocolmo) em 1929 – iniciou sua carreira como funcionário no AIK, com a modalidade “bandy”, uma espécie de hóquei sobre gelo sem patins, de onde passou depois para o futebol, do qual fez parte durante três décadas.

Depois de ser presidente da Associação de Clubes Profissionais Suecos (1984-1991), dirigiu a Federação Sueca de Futebol, até chegar à cúpula do futebol europeu e mundial.

Durante seu período à frente da Uefa (1990 – 2007), Johansson manteve uma disputa com o suíço Joseph Blatter, que o venceu em 1998 nas eleições para presidir a Fifa.

Após perder outras eleições para ser reeleito como presidente da Uefa em 2007, contra o francês Michel Platini, regressou à Suécia. Johansson era uma presença habitual nas partidas de futebol do AIK, e esteve presente quando a equipe conquistou o último título sueco, um torneio cujo vencedor recebe o troféu que desde 2001 leva seu nome.