Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Sochi deve ser a base da seleção brasileira na Copa de 2018

Longa distância da capital Moscou, estrutura e temperatura agradável agradaram Tite e sua comissão técnica

Por Da redação 14 set 2017, 12h36

A seleção brasileira deve se instalar em Sochi durante a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acerta os últimos detalhes para que a cidade às margens do Mar Negro e que sediou a última Olimpíada de Inverno seja confirmada como sede da equipe que buscará o hexacampeonato.

Classificada por antecipação, a seleção dirigida por Tite passou a buscar uma sede para hospedagem e treinamentos na Rússia. Duas opções tinham sido identificadas: Sochi, preferida pela comissão técnica, e São Petersburgo.

O impasse em relação a Sochi se dava por causa de uma reserva feita pela seleção da Áustria junto aos organizadores locais. Mas, na quarta posição em seu grupo nas Eliminatórias Europeias, o time austríaco está praticamente fora da Copa.

  • Tite, técnico da Seleção Brasileira
    Tite, em Kazan, durante a Copa das Confederações Heuler Andrey / DiaEsportivo/Fotoarena/Folhapress

    A cidade ao Sul da Rússia agradou a comissão técnica por vários motivos, mas três deles foram decisivos.

    Primeiro, a temperatura média de 25°C durante o Mundial, considerada como ideal para os treinamentos; depois, a estrutura existente, remanescente dos Jogos de Inverno de 2014; e, sobretudo, a possibilidade de ficar um pouco mais afastada de Moscou, o epicentro da Copa.

    A ideia é a de tentar reduzir a pressão sobre o time na busca pelo hexacampeonato mundial, já que a cidade fica a 1.620 quilômetros da capital russa, onde ocorrerá a abertura e a decisão do Mundial.

  •  

    (com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade