Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Só joga no clube? Haaland recebe primeiras críticas na Noruega

Contestação que atormentou craques como Rivaldo, Ronaldinho e Messi se repetiu com o astro do Borussia Dortmund após derrota por 3 a 0 de sua seleção

Por Da Redação Atualizado em 1 abr 2021, 19h36 - Publicado em 30 mar 2021, 10h23

Com apenas 20 anos, Erling Braut Haaland já é uma das sensações do futebol europeu, com 33 gols em 31 jogos pela Borussia Dortmund nesta temporada. O implacável artilheiro de 1,94m é cobiçado por gigantes europeus como o Real Madrid e, com incríveis força física e faro de gol, parece seguir o caminho natural dos craques – até mesmo no que diz respeito às contestações. Nesta semana, Haaland recebeu duras críticas por seu desempenho pela Noruega e, tal qual Ronaldinho Gaúcho, Rivaldo, Lionel Messi e tantos outros, ouviu ecoar o questionamento: por que não joga na seleção como no clube?

A grita teve início depois da derrota norueguesa por 3 a 0 para a Turquia, em Málaga, na Espanha, no último sábado, 27, em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. A Noruega não se classifica para o Mundial desde 1998, ano em que venceu o Brasil na primeira fase, mas sua torcida se encheu de esperanças de estar no Catar em razão do sucesso de jovens como Haaland e Martin Odegaard, do Arsenal. Em campo, porém, a dupla decepcionou e as maiores críticas foram para Haaland, não só por não balançar as redes, mas por seu comportamento.

+ Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser!

Enquanto a imprensa local tratou o resultado como “um desastre”, um dos ex-jogadores mais célebres do país, o ex-lateral John Arne Riise, ídolo do Liverpool, foi o primeiro a questionar Haaland. “Ele é muito elogiado por sua personalidade para reagir quando as coisas não vão bem no Borussia Dortmund, mas aqui não vimos nada disso”, disse Riise, que tem 108 jogos com a seleção.

Bernt Hulsker, outro ex-jogador que hoje trabalha na imprensa local foi além: “É decepcionante. Haaland não joga com a mesma confiança que estamos acostumados. Em Dortmund, ele dá socos em si mesmo se erra um passe. Aqui ele se rendeu. Não digo que esteja desinteressado, mas não irradia seus sentimentos da mesma forma. É um sinal perigoso.”

  • O técnico da seleção, Stale Solbakken saiu em defesa de seu principal jogador. “Sua carreira internacional acaba de começar, é muito cedo para fazer este tipo de questionamento.” O colega Odegaard seguiu a mesma linha. “Temos de jogar melhor e criar mais oportunidades para ele.”

    Haaland nasceu em Leeds, na Inglaterra, em 21 de julho de 2000, na época em que seu pai, o defensor Alf-Inge Haaland, com passagens por Notthingham Forest e Manchester City, atuava no Leeds United. Erling optou pela nacionalidade do pai, pois, apesar do local de nascimento, se mudou para a cidade norueguesa de Bryne com apenas 3 anos, e sempre disse se sentir norueguês.

    Enquanto a imprensa de fora da Noruega se preocupa mais com os rumores de que Haaland deixará o Dortmund ao final da temporada (especula-se que sua multa seja de 180 milhões de euros), a torcida nórdica espera que o atacante reaja na partida desta terça-feira, 30, diante de Montenegro, às 15h45 de Brasília. Com três pontos em dois jogos, assim como a Holanda, a Noruega ocupa a quarta colocação do Grupo G das Eliminatórias, atrás de Turquia e Montenegro, que tem seis.

    Continua após a publicidade
    Publicidade