Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sergio Ramos discute com presidente e ameaça deixar Real Madrid

"Me pague e vou embora de cabeça erguida. Dei tudo por este clube e até mesmo por você", disse o zagueiro a Florentino Pérez, segundo jornal

Por Da Redação - 7 mar 2019, 16h25

O zagueiro Sergio Ramos discutiu com o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, no vestiário da equipe, depois da goleada sofrida para o Ajax, por 4 a 1, no Santiago Bernabéu, na última terça-feira, 5, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. Segundo informações divulgadas nesta quinta-feira, 7, pelo jornal espanhol AS, o mandatário cobrou os jogadores pelo vexame no torneio europeu e irritou Ramos, que ameaçou deixar o Real.

Tabela completa de jogos da Liga dos Campeões da Europa

Pérez, de acordo com jornal, criticou a falta de dedicação dos jogadores, excesso de folgas e chamou a goleada do Ajax de ‘vergonhosa’. Sergio Ramos culpou a direção pela falta de planejamento e o presidente ressaltou que fez dele o capitão do time, irritando o zagueiro. “Me pague (o restante do contrato) e vou embora de cabeça erguida. Dei tudo de mim por este escudo, por este clube e até mesmo por você”, disparou Ramos, em frente aos companheiros de equipe.

Sergio Ramos não jogou a partida de volta das oitavas de final da Champions, porque estava suspenso por acúmulo de cartões amarelos Wolfgang Rattay/Reuters

O presidente do Real Madrid se reuniu com a direção na madrugada da última quarta, como informou o jornal espanhol. A pauta foi a demissão do técnico Santiago Solari e contratação de José Mourinho, ex-treinador da equipe e desafeto de Sergio Ramos. A reunião acabou e nenhuma decisão foi tomada por Pérez até o momento.

A crise no Real Madrid começou com a saída do técnico Zinedine Zidane, depois de tricampeonato da Liga dos Campeões, e a venda do atacante Cristiano Ronaldo, que também teve problemas com Florentino Pérez, para a Juventus. Sob comando de Julen Lopetegui, o Real acumulou maus resultados que derrubaram precocemente o treinador espanhol.

Continua após a publicidade

O argentino Santiago Solari foi efetivado no cargo, mas também não teve sucesso em nenhuma competição, com uma recente sequência de três péssimos resultados que, praticamente, tiraram as chances do Real de levantar algum troféu na temporada.

A equipe sofreu uma derrota por 3 a 0 para o Barcelona no Santiago Bernabéu e caiu na semifinal da Copa do Rei. Em menos de uma semana depois, o Real voltou a perder o clássico em casa, desta vez por 1 a 0, pelo Campeonato Espanhol e ficou 12 pontos atrás do clube catalão. O último golpe foi a goleada vexatória do Ajax, eliminando o atual tricampeão da Champions.

Publicidade