Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sem futebol, BBB é Copa do Mundo: que jogador se parece com cada brother?

Na abstinência de jogos ao vivo, o reality da Globo tornou-se a competição mais seguida pelos brasileiros

Por Luiz Felipe Castro - Atualizado em 24 mar 2020, 12h54 - Publicado em 24 mar 2020, 10h44

O Brasil viveu uma noite emocionante em plena quarentena do coronavírus no último domingo 22.  A não ser que você tenha vizinhos mais comedidos, a vitória dramática de Felipe Prior sobre Daniel na prova bate-volta do Big Brother Brasil 20 foi festejada como um gol em final de campeonato: berros na janela e até vuvuzela. Se os panelaços contra e a favor do presidente Bolsonaro se destacaram na semana passada, muitos brasileiros estão ligados nos rumos do reality show global como se fosse uma Copa do Mundo.

A abstinência esportiva diante da suspensão dos campeonatos nacionais e internacionais não é a única justificativa. A “dupla de ataque” carismática formada por Prior e Babu transformou-se na grande atração do BBB, ao menos pelo termômetro das redes sociais. Seu comportamento têm levantado a arquibancada virtual, enlouquecendo os rivais de ódio. É inegável: esta edição do BBB tem tudo a ver com futebol.

PLACAR decidiu entrar na brincadeira, tentando estabelecer um paralelo entre a personalidade de cada participante do reality show e os principais nomes do futebol:

Felipe Prior: Romário

Joga y joga: Prior é o craque do BBB20 Eduardo Monteiro/Placar/Victor Pollak/TV Globo

É o dono da bola. Autêntico e falastrão, o arquiteto paulistano não se esconde jamais – joga y joga, como diz sua legião de fãs. Como acontecia com Romário, enfrenta enorme rejeição de seu entorno por sua postura arrogante. Ainda que não admitam, muitos o admiram. Se na vida real Prior é um defensor botinudo – “sou zagueiro-zagueiro, se não chegar junto o atacante deita”, confidenciou recentemente –, no reality sua estratégia é atacar. E faz gols como poucos (até mesmo sem querer).

Babu Santana: Bebeto

Maduro e querido, Babu é um coadjuvante de luxo Marcos Rosa/Placar/Victor Pollak/TV Globo

É o parceiro ideal de Romário (Prior). Carismático à sua maneira, mais maduro que os colegas, o ator de 40 anos é fundamental sem ser espalhafatoso e leal aos amigos. Rejeitado na casa, é extremamente respeitado pelos boleiros – rubro-negro fanático, mal imagina que tem Gabigol como um grande cabo eleitoral nas redes sociais. Pode não erguer o troféu de craque do campeonato, mas tem grandes chances de sorrir na final.

Daniel: Karius

Daniel, tal qual Karius, não dá uma dentro TF-Images/Getty Images/Victor Pollak/TV Globo

A semelhança entre o ator gaúcho de 22 anos e o goleiro alemão que afundou o Liverpool na Liga dos Campeões de 2018 vai além das características físicas. Daniel está sempre fora do jogo e faz tudo errado, sem fazer força. De tão desligado, chega a ser divertido e talvez merecesse algumas semanas a mais apenas para movimentar o reality espalhando vergonha alheia.

Marcela: Paulo Henrique Ganso

Acabou o feitiço: Marcela foi sumindo, sumindo, até ser esquecida Wagner Meier/Getty Images/Victor Pollak/TV Globo

Surgiu muito bem, causando euforia na torcida e despontando como uma verdadeira craque. Todos os elogios do início, porém, lhe trouxeram também uma espécie de soberba. Hoje vive da fama do passado e transformou-se em uma irritante coadjuvante. O romance com Daniel foi tão nocivo ao jogo da ginecologista paulista quanto as lesões na carreira do meia revelado pelo Santos.

Gizelly: Edmundo

Bad girl: Gizelly é a participante mais passional Ricardo Correa/Placar/Victor Pollak/TV Globo

A advogada capixaba é voluntariosa, joga bem, mas sua impulsividade atrapalha. Faz bastantes bobagens e costuma se arrepender delas pouco tempo depois. Como o “Animal” dos gramados, vive uma relação de amor e ódio com o Romário do BBB: Prior.

Ivy: Felipe Melo

Ivy: caneladas em nome do Senhor Miguel Schincariol/Getty Images/Victor Pollak/TV Globo

A modelo mineira, que está no paredão desta terça-feira, 24, adora falar bobagens e por vezes é maldosa, mas evoca sempre o nome de Jesus em seus discursos. É querida por seu grupo, mas provoca enorme rejeição dos rivais.

Continua após a publicidade

Thelma: Mineiro

Na hora do aperto, Thelma chama a responsa Alexandre Battibugli/Placar/Victor Pollak/TV Globo

A médica anestesiologista foi, devagarinho e sem muito alarde, ganhando seu espaço no jogo e vive ótima fase na metade final de sua carreira como BBB. Simples e direta como o ídolo do tricampeonato mundial do São Paulo, Thelma tem personalidade e pode até acabar marcando seu “gol do título”.

Manu Gavassi: Paulo André

Paulo e André e Manu: artistas demais Alexandre Loureiro/Getty Images/Victor Pollak/TV Globo

A atriz e cantora é extremamente inteligente – tanto que nem parece pertencer ao mesmo elenco do BBB. É observadora, atenta e ótima frasista. Mas tal qual o ex-zagueiro de Corinthians e Athletico-PR, não é tão craque quanto pensa.

Rafa Kalimann: Kaká

Rafa, a boa moça do BBB Ira Black/Corbis/Getty Images/Victor Pollak/TV Globo

A influenciadora digital mineira tem muito em comum com o último jogador brasileiro a vencer a Bola de Ouro: é conhecida por sua beleza física e atua bastante nas redes sociais, além de ser bastante religiosa. Talvez um pouco subestimada pelos rivais, se destacou quando foi colocada em papel de protagonismo (eliminou a forte Bianca Andrade, a ‘Boca Rosa’, colocando-a no paredão) e pode surpreender na corrida pelo título.

Mari Gonzalez: Alexandre Pato

Pato e Mari: sempre fora de órbita Miguel Schincariol/Getty Images/Victor Pollak/TV Globo

A influenciadora digital baiana tinha tudo para ser uma grande jogadora, mas parece não ter a menor ideia do que está fazendo na casa. Parece viver apenas da fama conquistada no passado e não consegue cair nas graças da torcida e dos companheiros de casa. Deve deixar o BBB como eterna promessa.

Flayslane: Marinho

Marinho e a cantora Flayslane Ivan Sorti/Santos/Victor Pollak/TV Globo

Como o atacante, a cantora ficou conhecida por uma bizarrice logo no início da carreira (a ‘sister’ bebeu água da piscina). Mas a verdade é que Flay nunca despertou grande carinho do público, passando por diversos “times”. Tinha tudo para entrar em decadência, mas se reencontrou vestindo uma nova camisa (Prior & Babu FC) e pode até ir mais longe no jogo.

Gabi Martins: David Luiz

Para Gabi, tudo termina em lágrimas Alex Livesey/FIFA/Getty Images/Victor Pollak/TV Globo

Só queria dar alegria para seu povo, mas no fim acaba sempre chorando. Gabi já foi mais querida, mas hoje poucos se lembram dela. O relacionamento com Guilherme foi seu 7 a 1 particular.

View this post on Instagram

Romário e Edmundo do BBB

A post shared by Cenas Lamentáveis (@cenaslamentaveis) on

 

Continua após a publicidade
Publicidade