Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Seleção olímpica vence a Sérvia em teste final antes de Tóquio

Com dois gols de Pedro, seleção se redimiu de derrota para Cabo Verde; lista dos 18 convocados para a Olimpíada será conhecida na quinta-feira, 17

Por Da Redação Atualizado em 8 jun 2021, 17h34 - Publicado em 8 jun 2021, 15h53

A seleção brasileira olímpica se redimiu da derrota para o time principal de Cabo Verde e venceu nesta terça-feira, 8, a equipe sub-21 da Sérvia por 3 a 0, no estádio Rajko Mitic, em Belgrado, no último amistoso antes da convocação para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Os gols foram marcados pelo lateral esquerdo Guilherme Arana e pelo atacante Pedro, por duas vezes no segundo tempo.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

O técnico André Jardine promoveu três alterações com relação a partida anterior. Além da opção pelo atacante Malcom, do Zenit, na vaga de Antony, do Ajax, o treinador também escalou Gabriel Martinelli, do Arsenal, no lugar de Rodrygo, do Real Madrid, e trocou os goleiros. Brenno, do Grêmio, substituiu Claiton, do Red Bull Bragantino.

  • A lista dos 18 convocados será conhecida na próxima quinta, 17, e pode contar com até três jogadores acima dos 24 anos, idade máxima permitida para disputa a competição. Neymar e Marquinhos, do Paris Saint-Germain, além do goleiro Weverton, do Palmeiras, todos com a seleção principal, são os mais cotados.

    Diferente da partida anterior, quando foi criticada pela pouca criatividade e a desatenção nos gols marcados por Cabo Verde, a seleção dominou quase toda a partida. Já nos primeiros minutos acertou a primeira bola na trave, em cabeçada de Pedro, aproveitando escanteio batido por Claudinho.

    Passaram pelos pés do centroavante do Flamengo, e por Malcom, as principais investidas ofensivas da seleção. Aberto pelo lado direito, o camisa 21 criou uma série de oportunidades ao longo da partida, uma delas a que gerou o gol marcado por Arana, aos 34 minutos. Ele atraiu a marcação e passou para Menino cruzar com liberdade. A bola encontrou Arana, que finalizou de primeira.

    Minutos depois, Pedro voltou a acertar a trave, aproveitando nova participação de Malcom e Menino. Os jogadores reclamaram que a bola teria ultrapassado a linha do gol, marcação essa descartada pelo árbitro da partida.

    Pedro marcou duas vezes, uma delas de calcanhar -
    Pedro marcou duas vezes, uma delas de calcanhar – Srdjan Stevanovic/Getty Images

    Para o segundo tempo, Jardine substituiu Menino, promovendo a entrada de Guga, do Atlético Mineiro, também deu nova oportunidade aos volantes Matheus Henrique, do Grêmio, e Liziero, do São Paulo, nas vagas de Gérson e Bruno Guimarães, cotados até mesmo para convocações na seleção principal. Antony, Rodrygo e Reinier também entraram.

    Os holofotes do jogo, no entanto, se voltaram de vez para Pedro. O atacante marcou duas vezes, a primeira aos 29, aproveitando nova jogada construída por Malcom, e a segunda, aos 31, em jogada individual de Guilherme Arana. Na finalização, se antecipou ao goleiro e desviou de calcanhar para o gol defendido pelo goleiro Gordic.

    UOL Esporte Clube | Assine e acompanhe transmissões de grandes jogos e programas esportivos de onde você estiver.

    Continua após a publicidade
    Publicidade