Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Richarlison faz dois contra Arábia e seleção masculina avança em 1º

Brasil sofreu diante de equipe já eliminada, mas chegou ao triunfo com dois gols do camisa 10; adversário nas quartas será o Egito, no sábado, às 7h

Por Da Redação Atualizado em 29 jul 2021, 09h43 - Publicado em 28 jul 2021, 06h56

Mesmo com uma atuação irregular, a seleção brasileira masculina de futebol garantiu classificação às quartas de final dos Jogos de Tóquio ao vencer a Arábia Saudita por 3 a 1 na manhã desta quarta-feira, 28, em Saitama, no Japão. O gols da partida foram marcados pelos atacantes Richarlison, duas vezes, e Matheus Cunha. Al-Amri descontou para os sauditas.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

O adversário nas quartas de final, que acontece no próximo sábado, 31, às 7h (de Brasília), será o Egito, segundo colocado do grupo C. A partida será no sábado, 31, às 7h, novamente em Saitama.

Mesmo já eliminada, a seleção da Arábia Saudita deu trabalho ao impreciso time do Brasil na primeira etapa. Matheus Cunha, de cabeça, após cobrança de escanteio de Claudinho, abriu o placar aos 13 minutos. A seleção brasileira quase ampliou quando Guilherme Arana cruzou pela esquerda para Antony cabecear no travessão.

  • Os asiáticos, no entanto, empataram aos 26 minutos, também em jogada de bola parada, com Al Amri. O Brasil ainda assustou na primeira etapa em chute forte de Arana que passou rente à trave. O resultado classificava o Brasil, mas era frustrante. O técnico André Jardine mandou a campo Malcom na vaga de Antony e o time melhorou.

    Continua após a publicidade

    Aos 20, Matheus Henrique chutou forte de esquerda, o goleiro defendeu e na sobra Matheus Cunha acertou a trave. Aos 30, sau o gol da vitória, com Richarlison, de cabeça. O atacante do Everton ainda marcou mais um gol, após assistência de Malcom, mas a jogada foi invalidade por impedimento. Já nos acréscimos, porém, em boa jogada coletiva, Richarlison selou a vitória e marcou seu quinto na competição – é o artilheiro isolado da Olimpíada, à frente de Gignac, da França, que tem quatro.

    Continua após a publicidade
    Publicidade