Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Seleção inglesa presta queixa à Uefa por caso de racismo em Montenegro

Técnico inglês comentou ofensas a pelo menos um de seus jogadores em goleada

A Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) vai apresentar uma queixa formal à Uefa alegando que pelo menos um de seus jogadores da seleção nacional foi alvo de insultos racistas durante a vitória por 5 a 1 contra Montenegro, em jogo das Eliminatórias da Eurocopa de 2020 disputado nesta segunda-feira 25 em Podgorica. O anúncio foi feito pelo técnico da equipe, Gareth Southgate.

Perguntado pelos repórteres se as insinuações contidas em cânticos racistas eram feitas a seus jogadores, Southgate comentou: “Seguramente escutei insultos a Danny Rose ao final do jogo”. O técnico sustentou que “não há dúvida do que aconteceu”. “Vamos informar a Uefa. É inaceitável”.

Raheem Sterling (frente) e Rose (atrás) tiveram atritos em Montenegro (Savo Prelevic/AFP)

Outro jogador, Raheem Sterling, desafiou parte dos torcedores montenegrinos com gestos e risadas logo após marcar o quinto gol da Inglaterra na goleada. O atacante foi vaiado e um objeto foi atirado das tribunas para o gramado. “Não tive a oportunidade de falar com Raheem (Sterling)”, indicou Southgate. “Definitivamente enfrentaremos este problema de maneira correta e temos a obrigação de apoiar nossos jogadores.”

A Inglaterra volta a jogar no dia 6 de junho contra a Holanda pela semifinal da Liga das Nações, na cidade de Guimarães, em Portugal. Caso vença, o time disputará a final do torneio dia 9 de junho. Se perder, disputa o terceiro lugar no mesmo dia. Pelas Eliminatórias da Eurocopa, enfrentará Bulgária e Kosovo, respectivamente nos dias 7 e 10 de setembro, no estádio de Wembley, em Londres.