Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Seleção defende 56 anos de invencibilidade no Morumbi

Brasil só perdeu uma das 28 partidas que fez na casa do São Paulo, mas já sofreu com a impaciência da torcida paulista

A estreia da seleção brasileira na Copa América contra a Bolívia, nesta sexta-feira, 14, guarda uma expectativa por um bom resultado pelo menos quando se trata de retrospecto histórico no local da partida. O estádio do Morumbi já recebeu 28 partidas do Brasil, com um retrospecto bastante favorável. A última e única derrota em toda essa trajetória foi registrada há 56 anos.

Veja a tabela completa da Copa América 2019

A seleção brasileira só perdeu no Morumbi no primeiro jogo realizado no local em abril de 1963, pela Copa Roca, 3 a 2 para a Argentina; na ocasião, o santista Pepe marcou os dois gols do Brasil. Depois disso, a equipe construiu uma sequência de 27 partidas de invencibilidade no estádio, com nove empates e 18 vitórias, parte delas em compromissos recentes.

A partida mais recente foi em junho de 2014, às vésperas da Copa do Mundo, com vitória por 1 a 0 sobre a Sérvia em amistoso, gol de Fred. Antes disso, em setembro de 2012, a equipe comandada por Mano Menezes fez 1 a 0 na África do Sul em amistoso, com gol de Hulk.

Apesar do retrospecto positivo, o estádio tem um histórico de impaciência por parte do torcedor brasileiro. Nas Eliminatórias para a Copa de 2002, em 15 de novembro de 2000, o Brasil recebeu a Colômbia na estreia de Émerson Leão no comando do time e só venceu com gol de Roque Jr. aos 48 minutos do segundo tempo. Com o empate que se encaminhava, o torcedor se irritou e jogou bandeirinhas do Brasil no gramado.

Em 25 de abril de 2001, no mesmo estádio, o Brasil empatou com o Peru em 1 a 1 e foi novamente vaiado. Foi a última partida da seleção no estádio pelas Eliminatórias daquele ano.

Neymar e Dino, da África do Sul, durante amistoso no Morumbi

Em 2012, Neymar foi vaiado em SP (AFP/VEJA/VEJA)

Em 7 de setembro de 2012, o Brasil recebeu a África do Sul em amistoso e venceu por 1 a 0, com gol de Hulk. Novamente insatisfeita com o resultado, a torcia vaiou Mano Menezes e gritou o nome do atacante Luís Fabiano, na época jogador do São Paulo, que não foi convocado para essa partida. No intervalo, torcedores gritavam “adeus, Mano” e também pegaram no pé de Neymar.

O Morumbi recebeu um encontro entre Brasil e Bolívia em três ocasiões. A primeira foi na Copa América de 1979, com vitória brasileira por 2 a 0, com gols de Tita e Zico. Em 1985, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, houve empate por 1 a 1. Careca anotou o gol. O encontro mais recente foi em setembro de 2004, também pelas Eliminatórias. Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Adriano marcaram na vitória por 3 a 1.

O estádio são-paulino receberá nesta Copa América mais duas partidas além da abertura da competição. O encontro entre Japão e Chile, no dia 17, às 20 horas (de Brasília), e Colômbia e Catar, no dia 19, às 18h30 (de Brasília). Todas essas partidas são pela fase de grupos da competição.

(com Estadão Conteúdo)