Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

São Paulo demite técnico Fernando Diniz; Raí pede para sair

Treinador não resistiu à série de maus resultados da equipe no Campeonato Brasileiro; já o dirigente deixou o clube por vontade própria

Por Da Redação Atualizado em 3 fev 2021, 17h59 - Publicado em 1 fev 2021, 16h41

Fernando Diniz não é mais o técnico do São Paulo. O clube informou a decisão de romper o contrato do treinador na tarde desta segunda-feira, 1º de fevereiro, um dia depois da derrota para o Atlético Goianiense pelo Campeonato Brasileiro. A decisão não agradou o executivo de futebol e ídolo tricolor Raí, que já iria sair ao final da temporada, mas optou por deixar o cargo de forma imediata. O São Paulo vai terminar a competição nacional com um treinador interino e terá o dirigente Rui Costa, ex-Atlético Mineiro, na vaga de Raí.

Diniz não resistiu à sequência de partidas sem vencer e acabou demitido. O último triunfo do São Paulo aconteceu ainda no ano passado, no dia 26/12, contra o Fluminense, no Maracanã. De lá para cá, o Tricolor foi eliminado na semifinal da Copa do Brasil para o Grêmio e somou quatro derrotas em seis jogos pelo Brasileirão.

O treinador dirigiu o clube nos últimos 16 meses e somou 34 vitórias, 20 empates e 20 derrotas em 74 partidas. Um aproveitamento de 55% dos pontos. Raí ocupava o cargo como dirigente há mais tempo, desde o final de 2017. “O São Paulo agradece os profissionais pelo trabalho e dedicação demonstrados durante todo o período em que defenderam nossas cores”, diz a nota oficial do clube.

Outros profissionais da comissão técnica também deixam o São Paulo nesta segunda-feira: o preparador físico Wagner Bertelli e os auxiliares Márcio Araújo e Eduardo Zuma, que chegaram ao clube junto com Fernando Diniz.

UOL Esporte Clube | Assine e acompanhe transmissões de grandes jogos e programas esportivos de onde você estiver.

Continua após a publicidade
Publicidade