Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Santos resolve no primeiro tempo e vence o São Paulo na Vila Belmiro

Marinho e Pirani marcaram os gols da vitória do clube alvinegro; time do Morumbi segue sem vencer no Campeonato Brasileiro

Por Da Redação 20 jun 2021, 20h17

No tradicional clássico San-São, o Santos foi o vencedor, na noite deste domingo, 20. Na Vila Belmiro, em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro, o clube comandado por Fernando Diniz venceu por 2 a 0. Os dois gols foram anotados ainda no primeiro tempo, por Marinho e Pirani. O time do Morumbi segue sem vencer na competição, com dois empates e três derrotas.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Na próxima rodada do Brasileirão, o Santos encara o Grêmio, em Porto Alegre, na quinta-feira, 24, às 21h30. Já o São Paulo enfrenta o Cuiabá, no Morumbi, na quarta-feira, 23, às 19h.

O Santos abriu o placar ainda na primeira etapa, aos 27 minutos. Camacho, antes do meio de campo, deu um lindo lançamento para Jean Mota, que, pela direita, invadiu a área e tocou na medida para Marinho. O atacante, cara a cara com Volpi, não desperdiçou e mandou para o fundo da rede.

O time da casa ampliou aos 43 minutos do primeiro tempo. Bruno Alves cobrou falta no campo de defesa e tocou para Liziero. O volante tentou recuar para Tiago Volpi, mas tocou errado e deu a bola de graça para Kaio Jorge. O atacante deu um toquinho por cima do goleiro para Pirani, que, sozinho, apenas mandou para o gol.

Continua após a publicidade

Aos 9 minutos do segundo tempo, o São Paulo balançou a rede, mas o gol foi anulado. Eder recebeu lançamento na esquerda e cruzou na área. Igor Vinícius finalizou e Pará salvou em cima da linha. No rebote, o lateral fez o tento, mas o bandeirinha assinou o impedimento de Eder no início do lance. O VAR checou e confirmou a posição irregular do atacante.

Marinho ainda carimbou o travessão, aos 16 minutos da etapa final, em cobrança de falta de muito longe. Na sobra, Kaio Jorge cabeceou, mas mandou fraco e Volpi conseguiu defender.

Continua após a publicidade
Publicidade