Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rooney perdoa Cristiano por confusão na Copa de 2006

Em reveladora entrevista, atacante inglês falou sobre ex-companheiros de Manchester United e elegeu Tevez seu melhor parceiro

Pouco afeito a conversas com jornalistas, Wayne Rooney concedeu nesta segunda-feira uma das mais reveladoras entrevistas de sua carreira. Convidado especial do programa Monday Night Football, da Sky Sports, o jogador do Everton relembrou grandes momentos da carreira e contou episódios curiosos sobre o Manchester United e a seleção inglesa. Rooney fez elogios ao ex-colega Cristiano Ronaldo e disse não guardar mágoas por um episódio histórico ocorrido na Copa do Mundo de 2006.

Na ocasião, Inglaterra e Portugal se enfrentavam pelas quartas de final, em Gelsenkirchen. Rooney foi expulso após pisar no português Ricardo Carvalho; o árbitro da partida foi pressionado justamente por Cristiano Ronaldo, colega de Rooney no clube inglês, em lance o que causou grande controvérsia. A Inglaterra foi eliminada nos pênaltis após empate em 0 a 0 e Rooney foi considerado o culpado pelo fracasso pela imprensa local. Segundo ele, a atitude de Cristiano não foi desleal.

“Falei com Ronaldo depois daquele jogo e disse: ‘A imprensa quer fazer polêmica com isso, mas não se preocupe, eu teria feito exatamente a mesma coisa’. Eu tentei arrumar um cartão para ele por simulação no primeiro tempo. Ele era meu companheiro de clube, mas durante Inglaterra x Portugal nós éramos rivais”, afirmou o maior artilheiro da história da seleção e do United nesta segunda-feira.

Rooney revelou que problemas com Cristiano levaram à saída do holandês Ruud Van Nistelrooy do United, também em 2006. “Ruud era brilhante, provavelmente o melhor definidor com quem já joguei, ele era impiedoso, como Harry Kane, amava marcar gols (…) Na segunda temporada, ele teve alguns problemas com Cristiano, um deles tinha de ceder e sir Alex Ferguson tomou a decisão correta. ”

Rooney, porém, não elegeu Cristiano nem Nistelrooy como seu melhor companheiro. “Carlos Tevez foi meu parceiro favorito, nós encaixamos nossa forma de jogar e trabalhamos juntos. Sempre lembro o quanto deveria ser horrível para os defensores, porque estávamos sempre encarando os adversários. Diziam que não poderíamos jogar juntos, mas conseguimos, jogamos bem e realmente nos divertimos.” Com Tevez, Cristiano e Rooney no ataque, o United conquistou a Liga dos Campeões de 2008.

Provocação ao Liverpool

Rooney também não perdeu a oportunidade de alfinetar o Liverpool, rival dos dois clubes de seu coração, o Everton e o Manchester United. Questionado sobre semelhanças entre o trio atualmente formado por Roberto Firmino, Salah e Mane no Liverpool e aquele do United entre Tevez, Cristiano e ele próprio, Rooney foi direto. “A diferença entre nós são os títulos da Premier League”, brincou, antes de ressaltar que o United tinha uma defesa mais forte.