Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Revolução nas telas: as novas formas de assistir a jogos de futebol

Televisão perde espaço e campeonatos importantes têm novos métodos de transmissão. Saiba como ver Cristiano no smartphone ou Neymar no Facebook

A forma de assistir a partidas de futebol está mudando com rapidez e já não é mais necessário ficar preso à TV aberta ou por assinatura para acompanhar os maiores craques da bola. Com a expansão das mídias e o enfraquecimento do poder de negociação das emissoras tradicionais, os aplicativos e as redes sociais entraram com força no mercado, com o lastro de milhões de seguidores/assinantes, e aos poucos começam a transmitir jogos de grandes torneios internacionais.

Ver Cristiano Ronaldo em ação no Campeonato Italiano, por exemplo, só é possível no Brasil por meio de um aplicativo, o Seria A Pass, ou pelo canal por assinatura italiano RAI, ambos sem transmissões em português. Já a Liga dos Campeões da Europa, torneio de futebol mais badalado do mundo, já pode ser vista, de forma gratuita, no Facebook. O futuro, aos poucos, começa a pisar nos gramados; entenda:

As principais novidades:

Campeonato Italiano (quase) fora da TV

Cristiano Ronaldo é atração (Facebook/@Juventus/Reprodução)

Com a chegada do astro Cristiano Ronaldo à Juventus, o Campeonato Italiano ganhou enorme destaque, mas nenhuma televisão por assinatura comprou os direitos do torneio, que será exclusivo por assinatura on demand. O Seria A Pass dá direito ao assinante assistir a todos os jogos da competição por meio do site ou por aplicativo, com suporte para Chromecast e Apple TV, com narrações apenas em italiano e inglês.

Existem duas formas de assinatura: 8,99 dólares (cerca de 35 reais) por mês ou 59,99 dólares (cerca de 233 reais) por toda a competição. Além dos jogos ao vivo, é possível assistir a reprises e ter acesso a conteúdo exclusivo da competição, em forma de revista digital. A venda avulsa de jogos não existe. Outra possibilidade é acompanhar pela RAI, canal italiano presente em alguns pacotes de TV por assinatura (fora dos pacotes mais básicos), que transmite apenas alguns jogos.

Champions na TV e no Facebook

O Facebook já marca terreno no futebol desde o ano passado, quando transmitiu duas partidas da seleção brasileira, após a Globo perder os direitos de transmissão de amistosos no ano passado. Os jogos contra Austrália e Argentina foram exibidos ao vivo pela plataforma, no canal da CBF. A Federação Paulista de Futebol, pelo segundo ano consecutivo, transmite o Paulistão sub-20 em parceria com o Facebook, com trinta partidas exclusivas neste ano. Em 2017, 23 milhões de pessoas assistiram ao conteúdo.

Mas a grande novidade começa nesta temporada europeia: o Facebook adquiriu direitos de 32 jogos da Liga dos Campeões ao vivo para países da América Latina. O Brasil entrou nesse pacote em parceria com o Esporte Interativo, que fará transmissões em sua página, como já fez na final da Supercopa da Europa. Na próxima semana, serão seis jogos pela plataforma, três na terça e três na quarta-feira. Na TV a cabo, os jogos da Champions passam nos canais da Turner, Space e TNT. Para assinantes, o Esporte Interativo Plus transmitirá todas as partidas do torneio pelo aplicativo do canal.

Campeonato Francês sem acordo no Brasil

Neymar marca, mas quase ninguém vê (Gerard Julien/AFP)

Apesar da badalação em torno ao Paris Saint-Germain de Neymar, Mbappé e companhia, a Ligue 1 ficou órfã de transmissão no Brasil nesta temporada. De acordo com representantes das emissoras, os donos dos direitos de transmissão (o grupo beIN, do Catar, que também controla o PSG) está cobrando uma cifra considerada elevadíssima para liberar as partidas para a audiência brasileira – além disso, pesa a incerteza sobre o destino de Neymar nas próximas temporadas, o que emperra um acordo de longo prazo.

A única forma de assistir a algumas partidas do campeonato é pela emissora francesa TV5 Monde, que está disponível nas principais operadoras, com pagamento à parte – assim como no caso do Campeonato Italiano na RAI. 

YouTube e Twitter engatinhando

O YouTube não negocia conteúdos de futebol, mas a ferramenta é usada por empresas que detêm os direitos. A CBF, por exemplo, transmite alguns jogos, como finais da Série C e de categorias de base, pelo canal oficial da entidade.

Já no Twitter ainda não há direitos adquiridos de campeonatos, mas o interesse existe. Como no YouTube, há uma parceria forte com a CBF na transmissão de partidas das seleções sub-20, feminina e também da Série C do Campeonato Brasileiro.

Dúvidas quanto ao Brasileirão

O recente fim do canal Esporte Interativo, que segue apenas nas redes sociais, deixa dúvidas quanto às transmissões do Campeonato Brasileiro para a próxima temporada. A expectativa é que a empresa do grupo Turner faça como na Liga dos Campeões e transmita o torneio nos canais TNT e Space. O grupo adquiriu os direitos de transmissão de clubes como Palmeiras, Inter e Santos, entre outros, que já cobram explicações sobre como serão feitas as transmissões. O SporTV permanece com direitos sobre as equipes restantes. Na TV aberta, a Globo já negociou com a maioria dos clubes, assim como o Premiere, seu serviço on demand.

Neste ano, além das transmissão da Globo e SporTV, o Premiere passou a ter sistema de assinatura sem apoio das televisões, por meio do aplicativo Premiere Play, custando 79,90 ao mês no plano mais barato, 15 reais mais caro que o mesmo plano pela NET TV, por exemplo.

Os outros campeonatos disponíveis na TV: