Clique e assine a partir de 8,90/mês

Red Bull Bragantino entra no top 10 de clubes que mais gastaram no mundo

Turbinada pela marca de energéticos, equipe de Bragança Paulista já gastou R$ 60 milhões em contratações em 2020. Líder é o Napoli

Por Da Redação - Atualizado em 22 jan 2020, 11h37 - Publicado em 22 jan 2020, 11h32

O futebol brasileiro tem um novo clube grande, ao menos em termos econômicos. O Red Bull Bragantino, tradicional equipe de Bragança Paulista, agora turbinada pela multinacional de bebidas energéticas e de volta à Série A do Brasileirão depois de 22 anos, tem cerca de 200 milhões de reais para investir no futebol em 2020. E já desembolsou boa parte dessa quantia em reforços para o Campeonato Paulista, que começa nesta quarta-feira, 22. Os 60 milhões de reais gastos em contratações já colocam o Red Bull Bragantino entre os 10 maiores compradores desta janela de transferências.

De acordo com levantamento do jornalista Rafael Reis, do Uol, o clube brasileiro é o 10ª da lista encabeçada pelo Napoli, da Itália, que gastou 46 milhões de euros. O Red Bull Bragantino gastou o equivalente a 12,9 milhões de euros com as contratações do zagueiro Leo Realpe e dos atacantes Artur, Alerrando e Thonny Anderson. O lateral esquerdo Luan Cândido e o volante Matheus Jesus chegaram ao time por empréstimo. O clube pode gastar ainda mais nos próximos dias, pois busca um novo treinador depois da saída de Antônio Carlos Zago para o Kashima Antlers, do Japão.

Apenas um clube de fora da Europa gastou mais que o Bragantino: o Chivas Guadalajara, do México, com 31,5 milhões de euros (R$ 146 milhões). Vale ressaltar que a janela de transferências de janeiro é bem menos movimentada que a de meio de ano na Europa. Até o momento, esta janela movimentou 662 milhões de euros (R$ 3,1 bilhões) em todo o mundo, segundo o levantamento. O brasileiro Reinier, comprado pelo Real Madrid junto ao Flamengo, é o segundo mais caro da lista até o momento:

Os 10 clubes que mais gastaram em 2020

1 – Napoli (ITA) – 46 milhões de euros
2 – Juventus (ITA) – 35 milhões de euros
3 – Chivas Guadalajara (MEX) – 31,5 milhões de euros
4 – Real Madrid (ESP) – 30 milhões de euros
5 – Espanyol (ESP) – 29 milhões de euros
6 – Benfica (POR), Borussia Dortmund (ALE) e Sevilla (ESP) – 20 milhões de euros
9 – Bayer Leverkusen (ALE) – 17 milhões de euros
10 – Red Bull Bragantino (BRA) – 12,9 milhões de euros

Os atletas mais caros de 2020

1  Dejan Kulusevski (Juventus) – 35 milhões de euros
2 – Reinier (Real Madrid) – 30 milhões de euros
3 – Erling Braut Haaland (Borussia Dortmund), Julian Weigl (Benfica), Raúl de Tomás (Espanyol), Stanislav Lobotka (Napoli), Youssef En-Nesyri (Sevilla) – 20 milhões de euros
8 – Exequiel Palacios (Bayer Leverkusen) – 17 milhões de euros
9 – Amir Rrahmani (Napoli) – 14 milhões de euros
10 – Diego Demme (Napoli), Duván Zapata (Atalanta), Jeison Murillo (Sampdoria), Mbwana Samatta (Aston Villa) Munas Dabbur (Hoffenheim) – 12 milhões de euros

Continua após a publicidade
Publicidade