Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Real Madrid e Chelsea empatam em 1ª semifinal da Champions

Time inglês joga por um empate sem gols no decisivo jogo, marcado para o próximo dia 5, em Londres; partida foi cercada por polêmica da Superliga

Por Da Redação Atualizado em 3 Maio 2021, 12h28 - Publicado em 27 abr 2021, 17h51

Real Madrid e Chelsea abriram as semifinais da Liga dos Campeões da Europa com um empate por 1 a 1 nesta terça-feira, 27, no estádio Alfredo Di Stéfano, na capital espanhola. O resultado dá vantagem ao clube inglês que, para se classificar à final, pode até empatar sem gols na próxima quarta, 5, na decisiva partida que acontecerá no Stamford Bridge, em Londres.

Clique aqui e assine PLACAR com preço especial, a partir de 8,90 reais por mês!

Os gols da partida foram marcados pelo meio-campista americano Christian Pulisic, do Chelsea, e pelo francês Karim Benzema, do Real, ambos no primeiro tempo, aos 13 e 28 minutos, respectivamente. O gol de Benzema, o sexto na atual edição da Champions, foi resultado de jogada com participação de três brasileiros: Marcelo, Casemiro e Eder Militão.

  • Nos bastidores, a partida envolvia clima tenso pelo fato de que os dois clubes foram signatários da Superliga, polêmico novo modelo de competição, lançado por 12 europeus para fazer oposição a Champions, organizado pela Uefa. Na véspera, o técnico Zinedine Zidane demonstrou incômodo ao ser questionado seguidamente sobre o assunto.

    Em campo, o Chelsea iniciou a partida melhor, pressionando o Real Madrid, inicialmente perdido com a formação com três zagueiros composta por Raphael Varane, Eder Militão e Nacho Fernández. Mesmo com Modric e Kroos no meio de campo, os ingleses adiantavam a marcação e impediam a saída de bola do time espanhol com maior eficiência.

    Pulisic, do Chelsea, abriu o placar da partida contra o Real Madrid -
    Pulisic, do Chelsea, abriu o placar da partida contra o Real Madrid – Pierre-Philippe Marcou/AFP

    A primeira grande oportunidade foi criada pelo Chelsea, aos nove minutos, com Timo Werner. Após receber de Pulisic, Werner parou em grande defesa de Courtois. A pressão surtiu efeito aos 13, após receber lançamento de Rudiger, Pulisic dominou, driblou com calma Courtois e finalizou para as redes.

    A resposta do Real Madrid só aconteceu aos 22 minutos, em jogada tramada entre Vinícius Júnior e Benzema, que acabou com a finalização de fora da área do francês resvalando a trave do goleiro Mendy. Seis minutos depois, foi a vez do lateral Marcelo cruzar na área. A bola encontrou Casemiro, que jogou de cabeça para o meio da área. Militão resvalou e encontrou Benzema, que dominou de cabeça e fuzilou sem chances de defesa, outro golaço.

    Continua após a publicidade

    O primeiro tempo terminou com três finalizações do Real, duas delas de Benzema, o principal nome no setor ofensivo, e sete do Chelsea. De posse de bola, bastante equilíbrio: 48% dos espanhóis, contra 52% dos ingleses.

    Herói do confronto com o Liverpool, o brasileiro Vinicius Júnior teve atuação apenas discreta dessa vez. Apagado na maior parte do tempo, acabou substituído aos 20 minutos do segundo tempo pelo belga Eden Hazard, de volta após longo período em recuperação de lesão muscular.  Militão voltou a ter atuação destacada.

     

    As equipes ainda tentaram um último fôlego com alterações, mas sem nenhuma grande jogada. A decisão, agora, ficará para Londres. O Chelsea, com o resultado, mantém a invencibilidade de nunca ter perdido para o Real em competições europeias.

    Continua após a publicidade
    Publicidade