Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Raí explica demissão: ‘Trabalho de Aguirre não tinha mais efeito’

Treinador uruguaio foi demitido no último domingo e será substituído, interinamente, por André Jardine

O diretor executivo de futebol do São Paulo, Raí, convocou uma entrevista no centro de treinamento do clube nesta segunda-feira para justificar a demissão do técnico Diego Aguirre, após sete meses de trabalho. Segundo Raí, a decisão foi ‘encabeçada por ele’ e não teve nada a ver com a insatisfação do meia Nenê ou degaste na relação do uruguaio com o elenco.

Tabela completa de jogos do Brasileirão 2018

“Foi uma decisão difícil. O mais fácil seria deixar as coisas como estão. Foi uma decisão encabeçada por mim e conversada com algumas pessoas, internamente. A demissão não tem nada a ver com um individuo, uma ação ou momento especifico – reprovamos as atitudes do Nenê, mas isso é algo conversado com ele. O motivo da demissão do Aguirre foi uma sequência de resultados insatisfatórios, o trabalho não tinha mais efeito”, justificou.

Raí também refletiu sobre a demissão e agradeceu a Aguirre por colocar o clube em condições de disputar vaga no G-4. “Uma mudança é sempre traumática, envolve relações humanas, mas nesse momento é preciso pensar no que a gente acredita e no que é interesse da instituição, visando aumentar nossa chance de G-4. Agradeço ao trabalho e profissionalismo do Aguirre, toda a colaboração dele. Reconhecemos a importância dele e isso nos da condição de brigar pela vaga na Libertadores”, disse Raí.

O treinador uruguaio deixou o São Paulo com 19 vitórias, 15 empates e nove derrotas em 43 jogos neste ano. No Brasileirão, Aguirre somou 15 vitórias, 13 empates e cinco derrotas, deixando o clube na quinta colocação depois de liderar o campeonato no primeiro turno.

O São Paulo será comandado interinamente pelo técnico André Jardine, que tem a ‘confiança’ dos dirigentes do clube, mas, segundo Raí, não está confirmado para o cargo em 2019. “Jardine colaborou muito com a comissão técnica, é capacitado e confiante. Ele integrará a comissão de forma permanente. O ano de 2019 ainda será discutido e não iremos falar sobre isso agora”, finalizou.