Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quais são os reservas nas finais das Copas de 1970 e 1986?

Que jogadores estiveram no banco de reservas nestas partidas

Pergunta de Vitório Deziró (vitoriodeziro@hotmail.com): Recentemente, assisti às finais das Copas do Mundo de 1966 até 2014. Só não foi possível identificar os nomes dos cinco reservas de cada equipe nas decisões de 1970 (Brasil e Itália) e 1986 (Argentina e Alemanha). Vocês poderiam me ajudar?

R: Entre as Copas de 1970 e 1990, somente cinco jogadores podiam ficar sentados no banco. Na final de 1970, no México (Brasil 4 x 1 Itália), os reservas brasileiros eram: Ado, goleiro, camisa 12; Marco Antônio, lateral esquerdo, 6; Fontana, zagueiro, 15; Roberto Miranda, centroavante, 13; e Paulo César, ponta-esquerda, 18. O técnico Zagallo não fez nenhuma substituição. Os reservas da Itália: Dino Zoff, goleiro, 12; Fabrizio Poletti, zagueiro, 4; Giuseppe Furino, meio-campista, 21; Antonio Juliano, meia, 18, que entrou no lugar de Mario Bertini aos 29 do segundo; e Gianni Rivera, meia, 14, que substituiu Roberto Boninsegna aos 38 do segundo.

Na decisão de 1986, Argentina 3 x 2 Alemanha Ocidental, também no México, os reservas argentinos eram: Luis Islas, goleiro, 15; Néstor Clausen, zagueiro, 8; Carlos Garré, lateral esquerdo, 13; Pedro Pasculli, atacante, 17; Marcelo Trobbiani, meia, 21, que substituiu Jorge Burruchaga já aos 45 minutos do segundo tempo. Os reservas alemães: Eike Immel, goleiro, 22; Klaus Augenthaler, zagueiro, 12; Pierre Littbarski, atacante, 7; Rudi Voeller, atacante, 9, que entrou no lugar de Klaus Allofs no intervalo; e Dietter Hoeness, atacante, 20, substituto de Felix Magath aos 17 do segundo tempo.