Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quais os cinco melhores desempenhos de equipes que vieram da série B

Botafogo de 2016, por exemplo, repete uma dessas boas campanhas

Atlético-GO, Avai, Vasco e Bahia conseguiram o acesso para a
série A de 2017. Contudo, um ano após subir, os clubes que vieram da série B
têm uma dificuldade muito grande no primeiro ano de série A. São raros os casos
de sucesso.

PLACAR traz os cinco melhores desempenhos de equipes que
voltaram da série B um ano antes. O Botafogo deste ano, por exemplo, é um caso de sucesso, chegando à Copa Libertadores até o momento.

Veja a lista:

5° – AVAÍ (2009) – 6° lugar

Após subir junto com o Corinthians em 2008, esperava-se que
o Avaí teria dificuldade na série A. E até teve. Ficou três rodadas na lanterna
do torneio. Mas o crescimento do clube na fase final fez a equipe terminar a
competição na sexta colocação. Em um torneio equilibradíssimo na parte de cima,
ficou a cinco pontos do quarto colocado, que chegou à Copa Libertadores.

Nos últimos dez jogos do torneio, venceu cinco, empatou duas
e perdeu duas. Saltou da 12ª posição, na 32ª rodada, para o sexto, na 38ª. Só
na última rodada, ganhou três posições.

Avaí fez grande campanha em 2009 – RENATO PIZZUTTO

4° – VITÓRIA (2013) – 5° lugar

Esse foi o melhor ano para os clubes que vieram da série B.
Além do Vitória em 5°, o Goiás foi sexto e o Atlético-PR foi terceiro colocado.
A pior colocação do Vitória, em todo o torneio, foi na 18ª rodada, quando o time
esteve em 14°.  Em oito rodadas, o time
esteve no G4, chegando a ser vice-líder na 3ª, 5ª e 7ª rodadas.

No fim, o Vitória foi quinto colocado com 59 pontos, a dois
do Botafogo, último classificado para a Copa Libertadores. Ou seja, por pouco o
Vitória não chega à sua primeira Libertadores um ano após voltar da série B.

Vitória foi campeão baiano em 2013 – EDSON RUIZ

3° – PALMEIRAS (2004) – 4° lugar

O Verdão veio forte em 2004, com a força de sua base e
reforços pontuais. O time chegou a liderar o torneio na 12ª, 13ª, 14ª, 16ª e
25ª rodadas. Contudo, ao perder seu mais importante talento, Vágner Love, o
time teve uma queda.

Foram 26 das 46 rodadas da série A no G4, com a
classificação sendo garantida na última rodada, há três rodadas do fim, quando
o São Caetano perdeu pontos por causa da morte do zagueiro Serginho.

O Palmeiras de 2004 fez um ótimo Campeonato Brasileiro – RENATO PIZZUTTO

2° – ATLÉTICO-PR (2013) – 3° lugar

O Furacão foi o melhor dos quatro destaques que vieram da
série B de 2012 (Vitória e Goiás foram os outros dois). O time foi terceiro
colocado, a um ponto apenas do vice-campeão, Grêmio.

Da 16ª rodada, até a final, na 38ª, o time esteve no G4. Em cinco
oportunidades (18ª, 32ª, 33ª, 34ª e 36ª rodadas), esteve na vice-liderança do
torneio, atrás apenas do Cruzeiro. Uma derrota para o Santos tirou do time o
vice-campeonato. O time ainda conseguiu goleadas incríveis nas últimas rodadas.
Um 6 x 1 no Náutico, na 36ª rodada, e um 5 x 1 no Vasco, na última.

O Atlético-PR de 2013 quase foi vice-campeão brasileiro – Gustavo Granata/AGIF

1° – GRÊMIO (2006) – 3° lugar

O Grêmio teve o desempenho mais incrível dentre aqueles que
vieram da segunda divisão. Após a Batalha dos Aflitos, um ano antes, que quase
tirou o time da série A de 2006, Mano Menezes acertou a equipe e levou ao
terceiro lugar no Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, o time ainda seria
vice-campeão da Copa Libertadores.

O Tricolor chegou a liderar o torneio logo na primeira
rodada. Da 20ª rodada em diante, o time esteve no G4 do torneio, para não mais
sair. Foi vice-líder na 25ª, 26ª, 27ª e 29ª rodadas. E o time só não foi
vice-campeão porque, na última rodada, foi derrotado pelo rebaixado Fortaleza,
no Ceará, por 1 x 0. O Inter, que foi vice-campeão, acabou derrotado em casa
para o Goiás por 4 x 1, mas foi vice com 69 pontos, contra 67 do Tricolor.

 

Grêmio fez um grande Brasileiro em 2006 – EDISON VARA