Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

PSG: treinador diz não ter medo de intervir em briga de Neymar

Jogadores discutiram após uruguaio se negar a deixar brasileiro cobrar penalidade

Por Da redação Atualizado em 28 set 2017, 16h28 - Publicado em 17 set 2017, 21h46

A vitória do Paris Saint-Germain sobre o Lyon por 2 a 0 não trouxe só boas notícias para o líder do Campeonato Francês. A penalidade sofrida por Mbappé gerou um princípio de conflito entre Neymar e Cavani, após o uruguaio negar o pedido do brasileiro para cobrar. Depois do jogo, o treinador Unai Emery fez questão de afirmar que vai intervir na decisão caso os jogadores não se resolvam.

  • “Questões como a de hoje serão resolvidas internamente, pelo grupo. Há vários atletas capazes de bater os pênaltis e não possuímos uma lista de hierarquia. Acredito que eles sejam capazes de chegar a um acordo, mas se não se resolverem quem vai decidir sou eu. Não quero que isto vire um problema para o restante do elenco”, disse o treinador em entrevista após o jogo.

    (com Gazeta Press)

    Publicidade