Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

PSG não libera Neymar por menos de R$ 1,3 bilhão

Segundo o jornal francês 'Le Parisien', vai ser difícil algum clube pagar esse valor

Por Da Redação - Atualizado em 19 jun 2019, 16h20 - Publicado em 19 jun 2019, 15h45

O Paris Saint-Germain não venderá o atacante Neymar nesta janela de transferências por menos de 300 milhões de euros (cerca de 1,3 bilhão de reais), segundo o jornal francês Le Parisien publicou nesta terça-feira, 19. Em momento conturbado na vida pessoal, o brasileiro disse ao presidente do time, Nasser Al-Khelaifi, que quer voltar ao Barcelona.

O jornal francês diz que o preço pedido demonstra desejo do PSG de manter Neymar, pois a maioria dos clubes não tem como investir tanto neste momento. O clima entre o brasileiro e o clube é tenso e o catariano Khelaifi, ainda nesta semana, cobrou mais comprometimento do atacante, em entrevista à revista France Football. “Não queremos celebridades. Ninguém obrigou Neymar a assinar com o PSG. Ele veio conscientemente para participar no nosso projeto”.

Tudo sobre o caso Neymar: sexo, mensagens e acusações 

Contratado por 222 milhões de euros (por volta de 960 milhões de reais), Neymar chegou ao clube francês em 2017 e, desde então, não conseguiu alcançar o maior objetivo: conquistar a Liga dos Campeões. Neymar desgastou ainda mais a sua relação com o time nesta temporada — agrediu um torcedor depois de perder a final da Copa da França, discutiu com companheiros e xingou árbitros na eliminação para o Manchester United nas oitavas de final da Champions. Cortado da Copa América por lesão no tornozelo, Neymar também vive problemas fora de campo. Ele responde a uma acusação de estupro feita pela modelo Najila Trindade na Justiça brasileira.

Publicidade