Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

PSG encara o Manchester City com Neymar exaltado por Guardiola

Técnico espanhol não poupou elogios ao craque brasileiro; os dois se encontraram quatro vezes, com duas vitórias para cada lado

Por Da Redação Atualizado em 3 Maio 2021, 12h27 - Publicado em 28 abr 2021, 10h41

Paris Saint-Germain e Manchester City reeditam nesta quarta-feira, 28, às 16h, no Parque dos Príncipes, pelo primeiro jogo da semifinal da Liga dos Campeões da Europa, um confronto já visto nesta década. Em abril de 2016, o City eliminou o time francês pelas quartas de final, mas ainda sem os dois dos principais protagonistas atuais das equipes: Neymar e Pep Guardiola.

Clique aqui e assine PLACAR com preço especial, a partir de 8,90 reais por mês!

A relação entre o principal jogador do PSG e o técnico mais badalado do mundo ganhou destaque devido a elogios públicos de Guardiola na véspera do encontro. Pep não economizou nos adjetivos, exaltou Neymar como aquele que “faz o futebol ser melhor” e que o encantou desde os tempos de Santos.

  • “Eu sou um grande admirador dele. Acho que ele faz o nosso futebol ser melhor. E tenho quase certeza que se Neymar tivesse ficado mais tempo no Barcelona, eles venceriam mais duas ou três Liga dos Campeões. Esses três (Neymar, Lionel Messi e Luis Suárez) eram imparáveis. O melhor trio de ataque que vi na vida, mas [não quero dizer que] ir para Paris tenha sido uma decisão errada. Uma grande cidade e um grande clube”, disse Guardiola.

    Neymar e Guardiola estiveram frente a frente pela primeira vez em 18 de dezembro de 2011, em Yokohama, na decisão do Mundial de Clubes entre Barcelona e Santos. Os espanhóis dominaram por completo a partida, vencendo por 4 a 0, e Neymar teve apenas atuação discreta.

    Santos no Mundial de Clubes de 2011 -
    Neymar pelo Santos no Mundial de Clubes de 2011 – Keita Yasukawa/VEJA

    Dias antes da final, Guardiola conta ter mostrado um vídeo com jogadas de Neymar, apresentando o jogador a Messi, Xavi, Iniesta, Fábregas e cia.: “Esse é o o rei de Santos”, iniciou a apresentação. “Todos [os jogadores do Barcelona] ficaram de boca aberta: ‘Meu Deus, que jogador’”, recordou Guardiola.

    Apesar do início arrasador, entre eles há equilíbrio em outros encontros: duas vitórias para cada lado. Neymar leva vantagem pelo fato de ter marcado quatro gols em confrontos contra o treinador. Além disso, pelo Barcelona, na temporada 2014/2015, conseguiu eliminar o Bayern de Pep na semifinal. O time espanhol venceu o primeiro jogo por 3 a 0 e perdeu o segundo por 3 a 2.

    O último encontro foi em 2016, pela fase de grupos da Champions. Na ocasião, Neymar e Messi conduziram o Barcelona a vitória arrasadora por 4 a 0. Depois, perderam por 3 a 1 no jogo em Manchester.

    “É uma alegria ver Neymar no campo. Como espectador, me divirto muito toda vez que o vejo. É legal ver a plasticidade do estilo dele e sua personalidade. Ele tem o Brasil nas costas, não é fácil vestir a camisa 10 da seleção brasileira. Eu desejo que Neymar tenha estabilidade, não tenha mais lesões, que possa jogar com uma regularidade que não foi possível por diversos motivos”, afirmou o treinador.

    Continua após a publicidade
    Pep Guardiola, técnico do Manchester City -
    Pep Guardiola, técnico do Manchester City – Julian Finney/UEFA/Getty Images

    Neymar tem a melhor média de gols em uma edição de Liga dos Campeões. O jogador marcou seis vezes em sete jogos, média de 0,85, superior a da única edição em que conquistou a taça da competição, na temporada 2014/2015, quando terminou como um dos artilheiros, com dez gols em 12 partidas, média de 0,83.

    Na última entrevista antes do confronto, disse não se importar mais com a conquista de premiações individuais, citando a Bola de Ouro, e que tem como foco único conquistar novamente a competição que só venceu uma vez. “A questão da Bola de Ouro, eu já nem ligo para isso. Não é uma coisa que eu penso, para ser bem sincero eu não estou nem aí”, declarou o jogador.

    Pep Guardiola e Neymar não chegaram a trabalhar juntos no Barcelona. Na chegada ao clube catalão, em 2013, o técnico era o argentino Tata Martino. Guardiola já comandava o Bayern de Munique.

    Para a partida, que terá transmissão ao vivo na TNT, no Facebook da TNT Sports e no Estádio TNT Sports, na plataforma de streaming, o PSG deve contar com os retornos do goleiro Keylor Navas e do volante Marco Verratti, recuperados de lesões. Há boas chances, também, Marquinhos e Diallo atuarem. O provável time terá: Navas; Florenzi, Marquinhos, Kimpembe, Diallo; Gueye, Paredes; Di Maria, Verratti, Neymar; Mbappé.

    O City terá o retorno do zagueiro John Stones, que cumpriu suspensão na Inglaterra, além do meio-campista português Bernardo Silva, que deve ganhar a vaga de Sterling. O time deve ir a campo com: Ederson; Walker, Dias, Stones, Cancelo; Rodri, Gundogan, De Bruyne; Mahrez, Silva, Foden.

    Continua após a publicidade
    Publicidade