Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Provocado por torcedor do River, ex-técnico do Boca discute nos EUA

Guillermo Barros Schelotto, hoje no Los Angeles Galaxy, repreendeu homem que o incomodava nas arquibancadas relembrando derrota na final da Libertadores

A vitória do River Plate sobre o rival Boca Juniors na final da Libertadores de 2018, em Madri, será motivo de provocações eternas em Buenos Aires ou em qualquer lugar onde houver torcedores dos dois gigantes argentinos. E nem mesmo nos Estados Unidos, onde dirige o Los Angeles Galaxy desde janeiro, Guillermo Barros Schelotto, ídolo boquense como atleta e treinador do time na final continental, conseguiu escapar das gozações.

Schelotto deixava tranquilamente o gramado do Kansas City após uma vitória por 2 a 0 na Major League Soccer nesta quarta-feira 29, quando começou a ouvir os recados do torcedor do River. “El Mellizo” (o Gêmeo, como é apelidado, por ter um irmão idêntico, seu auxiliar Gustavo), então, não se conteve e foi cobrar respeito do homem, que gravou o incidente com uma câmera de celular.

“O respeito se ganha com cada ação. O que você está fazendo é uma idiotice”, afirmou o ex-treinador do Boca. O torcedor do River, então, retrucou mostrando três dedos, em referência ao placar de 3 a 1 no Santiago Bernabéu… “Igual quando você disse que não tínhamos colhões para ganhar finais”, disse, recordando frase de Schelotto, ainda como jogador, depois de eliminar o River na semifinal da Libertadores de 2004.

O vídeo se encerra com a discussão ainda em andamento. O Los Angeles Galaxy de Schelotto é o segundo colocado da Conferência Oeste da MLS, com 28 pontos, seis a menos que o rival local, o Los Angeles FC.