Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente da Fifa: ‘Vamos até o fim com arbitragem de vídeo’

Gianni Infantino defendeu os resultados nos primeiros testes do VAR, apesar da necessidade de "pequenos ajustes"

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, reafirmou nesta terça-feira que o árbitro de vídeo será uma realidade cada vez mais comum no futebol mundial. Apensar de pequenos problemas, o cartola avaliou os testes no Mundial de Clubes e na Copa das Confederações como positivos e garantiu a sequência do projeto. “Quando se faz algo, é preciso ir até o fim”, declarou.

“Estamos fazendo testes. Existem pequenas coisas para ajustar aqui e ali, mas acho que o resultado global é muito positivo. No final das contas, o vídeo permite o árbitro corrigir erros”, explicou o presidente. “Dizem que o vídeo pode ver tudo, corrigir tudo, mas nos esquecemos que nós (telespectadores) assistimos pela televisão e podemos ter três interpretações diferentes sobre a mesma ação. O objetivo é corrigir os grandes erros para que a Copa do Mundo não seja decidida por uma falha da arbitragem.”

Para Infantino, os testes feitos foram um sucesso e dão mais força para a defesa do árbitro de vídeo.”Nenhuma decisão do árbitro foi mudada para se tornar uma decisão ruim. Pelo contrário, algumas decisões ruins, como sete casos na Copa das Confederações, foram corrigidas”, detalhou. Uma decisão para a utilização ou não do VAR (árbitro assistente de vídeo, na sigla em inglês) na Copa do Mundo de 2018 vai ser tomada em março de 2018.

A CBF divulgou nesta segunda-feira que pretende implementar o árbitro de vídeo o mais breve possível no Campeonato Brasileiro, possivelmente já na próxima rodada, após a polêmica causada pelo gol de mão do atacante , na vitória do Corinthians de 1 a 0 sobre o Vasco. O recurso já vem sendo usado em diversas ligas europeias.

(com AFP)